O Ministério Público do Estado Ceará (MP-CE) ajuizou uma Ação Civil Pública com pedido liminar requerendo a anulação do concurso público para os cargos de delegado, inspetor e escrivão da Polícia Civil do Ceará.

O pedido foi enviado pelo promotor da 7ª Promotoria de Justiça Cível e de Defesa da Cidadania, Marcelo Yuri Moreira Martins, na última semana.

A ação, contra o Estado do Ceará e a Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp), organizadora do concurso, é baseada em denúncias de vazamento de questões durante a primeira fase da prova, realizada no último dia 18 de janeiro, além de irregularidades constatadas no edital.

Segundo o MP, várias reclamações de candidatos foram registradas à época do exame, quando a fotografia de uma questão subjetiva circulou pelas redes sociais Facebook e WhatsApp.

As imagens circularam antes da divulgação da prova pela instituição examinadora. Tendo em vista que os participantes não eram autorizados a saírem do local portando os cadernos de prova, concluiu-se que o registro ocorreu ainda durante a realização do exame.

Com isso, o MP requer a suspensão dos prazos e das etapas do concurso, até o julgamento final da Ação Civil Pública.

Na ação, o promotor pede um novo concurso e o ressarcimento do valor das inscrições.

Redação O POVO Online

Anúncios