Hospital da Mulher de Fortaleza
A Sociedade Cearense de Pediatria (Socep), a partir de uma articulação de 44 pediatras do Programa Viva Criança, propõe a transformação do Hospital Zilda Arns, oHospital da Mulher,em hospital materno-infantil. Essa e outras ações foram apresentadas no início da tarde desta quinta-feira, 29.
Foram divulgadas 71 estratégias em um plano cujo objetivo é estruturar a política estadual da saúde da criança cearense. As ações estão organizadas em quatro pilares: atenção ambulatorial; atenção hospitalar; atenção à criança na escola; informação, comunicação e mobilização comunitária.
A apresentação foi conduzida pela presidente da Socep, Francielze Lavor, com os secretários da Saúde do Estado, Carlile Lavor, e do Município, Socorro Martins. Os agentes das ações, segundo o plano, incluem o poder público, universidades, e outras entidades.
“A mortalidade infantil no Ceará chegou a 120 crianças por ano na década de 1980. Hoje são 13. Até o fim da gestão, queremos chegar a um número de apenas um dígito. Para isso, precisamos acolher a mulher gestante durante todo o pré-natal e a criança, até os dois anos, em uma só unidade hospitalar”, afirma Socorro Martins, titular da Secretaria Municipal de Saúde
O grupo ainda não possui um cronograma definido de atividades, mas explicou que vai agendar reuniões para discutir e organizar a condução das estratégias.
Redação O POVO Online

 

Anúncios