Foto: Reprodução Facebook

O ator, diretor teatral, professor e preparador de elenco, Sidney Souto morreu na manhã desta quarta-feira (28). Ele estava internado há quatro dias no Hospital São José, com suspeita de histoplasmoses (micose sistêmica causada por fungo, geralmente transmitida por aves e morcegos).

Souto tinha 49 anos e era natural deMonsenhor Tabosa. Referência na cena teatral cearense, era um artista versátil com incursões pelo cinema e pela TV. “Sidney era dono de um talento extraordinário. Fez parte de uma geração de gigantes audaciosos do teatro de Fortaleza, tendo integrado a memorável Trupe Caba de Chegar e passado pelo Colégio de Direção Teatral em seu momento mais efervescente. Atualmente, tinha um diálogo muito produtivo com novos realizadores. Deixa um legado de dedicação e talento”, destacou, em nota à imprensa, Magela Lima, secretário da Cultura de Fortaleza e estudioso do teatro cearense.

O titular da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, Guilherme Sampaio, também emitiu uma nota oficial onde destaca “amplo legado de contribuições (do artista) às artes cênicas no Ceará e no Brasil, com atuação em peças de teatro, telenovelas e filmes, além de aulas ministradas em espaços como a Escola Porto Iracema das Artes, equipamento da Secult no qual o trabalho deste grande artista ajudou a formar representantes das novas gerações.

O velório acontece neste dia 28, no pátio interno do Theatro José de Alencar (Rua Liberato Barroso, 525 – Centro, Fortaleza), pela tarde se estendendo até a noite.

(Diário do Nordeste)

Anúncios