A Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) passou a ser toda contemplada pela Operação Coletivo Seguro. Mais de 180 ônibus serão abordados nas nove Áreas Integradas de Segurança (AISs). Segundo estatísticas, Jardim União, Rosalinda e Castelão são os locais mais perigosos para o transporte público.

O coronel Francisco Souto, comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), informou que “esse é um dos tipos de assaltos mais preocupantes, por envolver uma massa populacional grande. São pessoas altamente audaciosas que buscam assaltar os transportes coletivos”.

As abordagens devem ocorrer das sete às 21 horas, podendo se estender pelas madrugadas. Durante as abordagens haverá revistas pessoais de passageiros e trabalho de inteligência, com policiais dentro dos coletivos.

Em parceria com Sindicato dos Taxistas e Transportes Autônomos de Passageiros no Estado do Ceará (Sinditaxi/Ceará), possibilita que os táxis também sejam abordados para revistas, para evitar crimes contra a categoria. 
A frente das operações estão policiais militares e civis, além de servidores do Copol. Os terminais de ônibus e os locais onde as estatísticas mostram maior incidência serão privilegiadas nas operações.

Redação O POVO Online

Anúncios