Via http://www.telesintese.com.br

A companhia de investimentos privados Partners Group anunciou hoje (16) entrada no projeto do Seabras-1, cabo submarino de fibra óptica que vai interligar São Paulo, Fortaleza e Nova York. O valor exato do investimento não foi revelado. O projeto, da Seaborn Networks, irá custar cerca de US$ 500 milhões.

O banco francês Natixis foi escolhido para estruturar e segurar a operação de financiamento. A Seaborn vai emitir papéis de dívida de ao menos de US$ 270 milhões, além de usar o capital aportado pelo Partners Group, para financiar a construção. Ao menos um grande cliente já fechou contrato: a Microsoft. A implementação, iniciada em 2014, é da Alcatel-Lucent.

Entre os motivos que convenceram o Partners Group a investir estão a alta demanda atual e futura. Segundo a empresa, os cabos existentes entre Brasil e Estados Unidos transportam, atualmente, 65% de todo o tráfego gerado na América Latina. E há previsão de crescimento devido ao projeto do governo federal de ampliar a oferta de banda larga.

O aporte, diz a Partners, servirá de modelo para a construção de novos cabos no futuro. O Seabras-1 é um sistema de seis pares de fibra com capacidade de 60 terabits. A previsão é entre em operação comercial em 2016.

(Com assessoria de imprensa)