As 12 atrações musicais do Réveillon de Fortaleza 2014/2015 realizado pela Prefeitura, no Aterro da Praia de Iracema, foram contratadas pelo valor total de R$ 2.910.000. As informações sobre os contratos para o evento que, segundo o poder público, reuniu cerca de um milhão de fortalezenses e turistas, constam no Diário Oficial do dia 22 de dezembro de 2014. Os gastos com cachês foram 19,8% superior ao pactuado na edição do ano anterior, uma diferença de R$ 482 mil.

Nos contratos firmados entre a Secretaria Municipal de Governo e as produtoras, a cantora baiana Daniela Mercury teve o maior cachê, com R$ 660 mil, seguida pela dupla sertaneja Bruno e Marrone, cujo valor solicitado foi R$ 600 mil e pela banda O Rappa que cobrou R$ 500 mil.

A banda Jota Quest teve um cachê contratado de R$ 350 mil, o mesmo valor foi pago à dupla sertaneja Marcos e Belutti. No total, os artistas nacionais consumiram 84,5% do valor empenhado no pagamento das atrações da festa que teve início as 17h50 e foi até o começo da manhã do dia 1º. Ao todo, estes artistas custaram R$ 2.460.000,00.

Dentre as atrações locais, o pagamento mais elevado foi o da dupla Simone e Simaria. A apresentação custou R$ 160 mil. Em seguida, vem o valor pago ao cantor Paulo José (R$ 50 mil), à dupla Luís Marcelo e Gabriel (R$ 25 mil), Banda Patrulha (R$ 25 mil), Banda 085 (R$ 25 mil), Acaiaca (R$ 25 mil), e à dupla Betinho e Thainá (R$ 20 mil).

A reportagem contactou, ontem, a Prefeitura para saber qual o custo total do evento e quando será apresentada a prestação oficial de contas da festa. A assessoria do Executivo Municipal informou apenas que “o balanço ainda não foi fechado e só deve ficar pronto na próxima semana”.

Além das apresentações musicais, a festa contou com um show pirotécnico de 17 minutos. O custo da festa inclui os valores destinados à estrutura física e às equipes de trabalho.

No Réveillon em Copacabana, o maior do País, a Prefeitura do Rio de Janeiro, desembolsou R$ 700 mil para o cachê do cantor Seu Jorge, R$ 430 mil para a banda Titãs e R$ 210 mil para a cantora Maria Rita.

Em Fortaleza, no Réveillon de 2013/2014, as 11 atrações musicais custaram R$ 2.428.000. Dentre os artistas, o que cobrou mais caro foi o cantor sertanejo Gustavo Lima, R$ 600 mil.

Na edição de 2012/2013, quando os gastos com a festa foram bancados pelo governo do Estado, a estimativa é que as atrações principais custaram cerca de R$ 2 milhões. O cantor Luan Santana e a dupla Zezé di Camargo e Luciano, tiveram cachês de R$ 500 mil cada.

Na gestão da prefeita Luizianne Lins, o Réveillon mais caro (2010/2011) superou os R$ 4,8 milhões. Na época, o Tribunal de Contas dos Municípios solicitou que os valores dos contratos de artistas para a festa, como o de Caetano Veloso cujo show foi R$ 714 mil, fossem investigados.

(Thatiany Nascimento – Diário do Nordeste)