O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) deverá realizar, já no primeiro semestre do próximo ano, um concurso público para cargos de nível superior. O edital do certame, que terá a maioria das vagas para advogados, engenheiros e economistas, será lançado entre o início de fevereiro e março de 2015. O projeto, segundo a instituição, está sendo definido.

A informação foi divulgada ao Diário do Nordeste pelo presidente do BNB, Nelson Antônio de Souza. De acordo com ele, a instituição financeira poderá realizar mais de um concurso em 2015, dependendo da adesão de servidores ao Programa de Incentivo ao Desligamento (PID), lançado no início deste ano. 

Podem solicitar o benefício, voluntariamente, os funcionários que já gozam de aposentadoria ou que estiverem habilitados a requerê-la, junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), até o próximo dia 31. 

Ao todo, 331 servidores de toda a área de atuação da instituição (Nordeste, norte de Minas Gerais e norte do Espírito Santo) já foram desligados por meio do PID. O banco estima, ainda, que o número chegue a 576 até o fim do ano, pois outros 245 já aderiram ao programa. 

Mais agências e pessoal

Além do PID, há uma autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para ampliar o número de servidores do BNB. 

De acordo com Nelson Antônio de Souza, a instituição dispõe de 7.150 funcionários. “Estamos autorizados a elevar esse total para 8.450 em 2015, considerando a abertura de novas agências”, afirma. 

Atualmente, são 301 agências do BNB espalhadas em toda a sua área de atuação, sendo 46 no Ceará. A instituição espera chegar a 338 unidades até o fim de junho de 2015.

No Ceará, estão previstas as inaugurações de mais três agências, sendo duas em Fortaleza (nos bairros Passaré e Parangaba) e outra no município de Itapajé, localizado na região Centro-Norte. 

Metas cumpridas

Com relação ao balanço do ano, Nelson de Souza informa que o BNB chegou a dezembro com todas as metas previstas para 2014 cumpridas.

 

A instituição deverá fechar o ano de 2014 com R$ 28 bilhões em valores globais contratados, o que representa um incremento superior a 20%, frente ao montante identificado no ano passado (R$ 23,2 bilhões). 

Só por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), já foram contratados R$ 13,3 bilhões neste ano, contra R$ 13,1 no ano passado, um crescimento de 1,5%. Com o Microcrédito, os valores contratados deverão atingir R$ 10 bilhões neste ano, 42,8% maior que em 2013, quando o banco registrou R$ 7 bilhões.

(Fonte: Diário do Nordeste).