As empresas de ônibus de Fortaleza apontam um reajuste de até 13% na tarifa de transporte coletivo. O POVO apurou que as planilhas entregues em novembro à Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor)contemplam o percentual. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) não confirma a informação.

 

Mas se o índice for mantido, o valor da passagem de ônibus da Capital sairia de R$ 2,20 (inteira) para R$ 2,50. Etufor e Sindiônibus ainda negociam o valor. O índice seria suficiente para repor as perdas do setor, de acordo com um estudo publicado em novembro pela Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU).

Segundo a entidade, a defasagem tarifária chega a 12,8% nas capitais do País. O déficit anual registra R$ 3,2 bilhões na receita. “Ou reajusta a tarifa ou arruma recurso para subvenção”, disse o presidente executivo da NTU, Otávio Cunha.

 

O presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, afirma que o reajuste dos salários do setor e os sucessivos aumentos do óleo diesel apertaram os custos das companhias. “ O setor está sem alterar a tarifa há 24 meses”, declarou.

 

Sobre o prazo de finalização das análises, Dimas diz que as empresas aguardam o posicionamento do prefeito Roberto Cláudio. “As empresas estão pressionando, mas dão crédito ao prefeito”, informou. Elas esperam uma definição do reajuste ainda em 2014.

 

“Após o anúncio, são dez dias para entrar em vigor.” afirmou. Ele descarta a possibilidade de subsídio da tarifa. “A prefeitura não tem mais como enxugar. Acho pouco provável subsidiar”. O presidente da Etufor, Antônio Ferreira Silva informou ao O POVO ira se posicionar somente após análise das planilhas.

 

Histórico

O último reajuste da passagem ocorreu dia 21 de dezembro de 2012, quando a ex-prefeita Luizianne Lins autorizou, via decreto, o aumento da tarifa do transporte urbano de Fortaleza de R$ 2 para R$ 2,20. O valor só começou a valer no dia 12 de janeiro de 2013, na gestão de RC.

 

Após a Prefeitura ter derrubado na justiça o valor de R$ 2 no início do ano passado, a tarifa passou novamente para R$ 2.20,depois da queda de braço entre o Sindiônibus e o executivo municipal.

 

Uma liminar proferida pelo desembargador Rômulo Moreira de Deus concedeu o aumento . A decisão definitiva coube ao juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Hortênsio Augusto Pires.

 

De 2013 para 2014 não houve aumento da passagem. À época, o prefeito Roberto Cláudio havia informado que o acordo firmado entre o Sindiônibus e a Etufor garantiria a continuidade do valor da passagem em R$ 2,20.

 

(Àtila Varela, O Povo)

Anúncios