O mercado cearense de sorvetes vive um momento de expansão, acompanhado por avanços no Nordeste e no Brasil. “Nós acreditamos no potencial desse mercado, que vem crescendo na ordem de 5% nos últimos anos no Brasil e 8% no Nordeste”. A afirmação é do sócio-diretor da FriSabor, Marcelo Mayer, empresa pernambucana de sorvetes que acaba de chegar ao Ceará. Além de acreditar na expansão do consumo de sorvetes, o negócio aposta no potencial turístico e nas altas temperaturas do Estado como pontos favoráveis.

A FriSabor abriu na última segunda-feira (17), em Fortaleza, nas proximidades da Arena Castelão, o seu primeiro Centro de Distribuição (CD) fora do seu estado de origem, que deverá fornecer produtos não só para o Ceará como também para outras localidades do Nordeste, como Piauí e Maranhão.

A primeira loja na Capital cearense está prevista para março de 2015, na nova expansão do Shopping Iguatemi, e mais dois estabelecimentos serão inaugurados até o fim do ano.

O investimento total feito para a chegada do negócio em terras cearenses soma cerca de R$ 1,5 milhão, gerando 60 empregos diretos e indiretos ao Estado. Os sorvetes da FriSabor já se encontram em lojas do Grupo Pão de Açúcar e a meta é de que os estabelecimentos da Walmart e do Carrefour também comercializem os produtos até o encerramento deste ano.

“Nós temos algumas marcas já consolidadas aqui, como Pardal e Frost, que são sorvetes mais parecidos com os da Kibom ou Nestlé, mas com foco maiores em preços (menores). A nossa proposta é diferente. Nós temos como principais concorrentes Häagen-Dazs e Diletto”, explica Marcelo Mayer. Assim, a proposta da FriSabor, segundo ele, é oferecer sorvetes do tipo premium com valores abaixo dos oferecidos pelos competidores.

Público-alvo

O sócio-diretor também destaca as embalagens como diferenciais. “Nós estamos vendo cada vez mais as famílias reduzindo o seu tamanho e você tem um sorvete de dois litros que muitas vezes passa semanas sem ninguém consumi-lo. As nossas embalagens pivôs são de 500 ml e 150 ml”, defende.

Lucro

A FriSabor espera faturar aproximadamente R$ 2 milhões em vendas no primeiro ano de operações no Ceará, com uma loja e os clientes do varejo.

Em 2016, já com três lojas e expansão para o varejo, a expectativa é de que o negócio lucre R$ 5 milhões apenas no Estado, representando 20% do faturamento total da empresa.

A marca existe deste 1957 e possui fábrica situada no município de Paulista, em Pernambuco, com capacidade produtiva de 5 milhões de litros de sorvetes e picolés por ano.

(Diário do Nordeste)

Anúncios