A Dinamarca é o único país onde a renda estimada das mulheres é superior à dos homens. Segundo levantamento do Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês), a renda média anual das mulheres no país é de US$ 43.316, enquanto as dos homens é de US$ 42.226. O cálculo é feito pela paridade de poder de compra.

Em nenhum dos outros 141 países pesquisados pelo WEF a mesma situação acontece. O segundo país mais favorável às mulheres nesse quesito é a Austrália – mas lá, a renda das mulheres equivale a 96% da renda dos homens. São US$ 44.621 para eles, e US$ 43.023 para elas.

A posição do Brasil nesse ranking não é muito lisonjeira: o país aparece na 69ª posição, com a renda média das mulheres equivalendo a 0,59 da dos homens (US$ 10.821 para elas e US$ 18.402 para eles).

Veja os dez países com maior igualdade de renda estimada entre homens e mulheres (renda estimada em US$, em paridade de poder de compra).

1) Dinamarca
Renda estimada mulheres: 43.316
Renda estimada homens: 42.226

2) Austrália
Renda estimada mulheres: 43.023
Renda estimada homens:  44.621

3) Tanzânia
Renda estimada mulheres: 1.618
Renda estimada homens: 1.748

4) Quênia
Renda estimada mulheres: 2.054
Renda estimada homens: 2.238

5) Botswana
Renda estimada mulheres: 13.382
Renda estimada homens: 15.998

6) Vietnã
Renda estimada mulheres: 4.510
Renda estimada homens: 5.498

7) Eslovênia
Renda estimada mulheres: 25.544
Renda estimada homens: 31.443

8) Moçambique
Renda estimada mulheres: 883
Renda estimada homens: 1.098

9) Suécia
Renda estimada mulheres: 37.788
Renda estimada homens: 47.978

10) Burundi
Renda estimada mulheres: 661
Renda estimada homens: 841

69) Brasil
Renda estimada mulheres: 10.821
Renda estimada homens: 18.402

(G1 SP)