Os alunos de Brasília que se preparam para prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) precisam manter a tranquilidade e não perder o foco nos estudos na reta final. Conseguir uma vaga na universidade não é tarefa fácil, mas a prova é uma ótima chance de conquistar o sonho. Na última semana, não adianta apenas rever o conteúdo, mas, principalmente, simular a prova e fazer questões de anos anteriores.

Mais de 8,7 milhões de estudantes farão, em 8 e 9 novembro, as provas do exame. Cada uma das quatro áreas — ciências humanas, ciências da natureza, matemática, linguagem e os respectivos códigos e tecnologias — contará com 45 perguntas de múltipla escolha, com cinco opções diferentes. No primeiro dia, os candidatos terão quatro horas e meia para resolver questões de história, geografia, filosofia, química, física e biologia. No domingo, são cinco horas e meia para responder às questões de língua portuguesa, literatura, língua estrangeira (inglês ou espanhol), artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação e matemática. A redação em língua portuguesa é parte da prova de linguagens.

A estudante Camila Fernandes, 20 anos, faz direito na Universidade de Brasília (UnB), mas almeja uma vaga no curso de medicina. Com esse objetivo, fez um curso preparatório para o exame do próximo fim de semana. “Em Brasília, estamos acostumados a focar os estudos nas provas do vestibular e do Programa de Avaliação Seriada (PAS). O Enem, porém, é bem diferente. As matérias são cobradas de uma forma muito contextualizada com a atualidade e, por isso, as questões são mais interpretativas”, disse. Para ela, o melhor método para ficar afiado é resolver provas de outros anos.

Dicas da Dad
A editora de Opinião do Correio, Dad Squarisi, sugere aos inscritos ao Enem o que fazer não somente na hora da prova de redação, como também dias antes do exame. Calma e preparo são fundamentais para um ótimo desempenho.

» Atenção ao enunciado das questões e da Redação. Fugir do tema ou não chegar à ideia central anula a redação.

» Planeje o texto: delimite o assunto, trace o objetivo e busque ideias aptas a desenvolvê-las.

» Seja natural: nada de palavras difíceis ou estruturas complicadas. Lembre-se: você escreve para gente de carne e osso.

» Varie: brinque com frases curtas e menos curtas. Não repita palavras nem estruturas. Faça perguntas diretas.

» Releia o texto. Ele começa charmoso e termina atraente? Cada ideia aparece em um parágrafo? Você atingiu o objetivo? O texto obedece à gramática e ao dicionário? Parabéns, uma vaga na universidade é sua.

» O estudante pode começar ou não pela redação, depende do que lhe for mais fácil. Se deixar para o final, dê, no começo, uma espiadinha no tema, depois passe ao resto da prova. Enquanto faz as outras questões, a cabeça vai trabalhando quietinha. Os textos da prova, em geral, tratam do assunto da redação e enriquecem as ideias.

» Um dia antes do exame, descanse, se divirta e relaxe. Você precisa estar fisicamente descansado. Já estudou e leu muito, agora precisa estar preparado para demonstrar o que aprendeu.

»  No dia do Enem, acorde cedo, tome um banho, ande descalço na grama e chegue cedo ao local da prova. Respire fundo, massageie as orelhas, pois elas têm pontos importantes que ligam o restante do corpo. Faça o exame com leveza. Você já fez a sua parte. Boa sorte.

A matéria completa para assinantes está aqui. Para assinar, clique aqui.

(Correio Brasiliense)

 

Anúncios