José de Souza ocupava pela 2ª vez o cargo de presidente do Sindicato dos Bancários de Sergipe (Foto: Marina Fontenele/G1)

O Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB) confirma a morte do presidente José de Souza, de 56 anos. Ele foi encontrado desacordado nesta terça-feira (21) em um apartamento de um hotel em Fortaleza (CE), onde estava para participar da assinatura do aditivo do acordo coletivo do Banco do Nordeste (BNB). Ainda não se sabe a causa da morte, mas a suspeita é de que tenha sido um infarto. Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) deve identificar o que aconteceu.

Os dirigentes da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB/SE) e do SEEB, respectivamente Edval Goes, Ivânia Pereira e Adilson Azevedo, viajaram para a capital cearense para acompanhar o translado do corpo.

Todas as atividades do sindicato marcadas para esta semana estão suspensas, inclusive a edição do Jornal Resistência.

Biografia

José Souza de Jesus estava no cargo de presidente do sindicato pela segunda vez. Ele estudou Filosofia na Universidade Federal de Sergipe (UFS), era membro dirigente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Sergipe, da CTB/SE, da Federação dos Bancários da Bahia/Sergipe e membro do Conselho Deliberativo da Previ.

Souza atuava no movimento sindical desde a década de 80. Das atividades de representação de funcionários, foi delegado sindical e membro da Executiva Nacional dos Funcionários doBanco do Brasil.

O sindicalista nasceu em Carira em 31 de março de 1958, era casado com a jornalista Niúra Belfort e pai de Wladimir Belfort Souza e Letícia Belfort Souza.

*Com informações da SEEB/SE

Anúncios