ARTUR BRUNO E INÁCIO ARRUDA

Na virada do século, o núcleo central da esquerda no Ceará era composto por PT, PSB e PCdoB. Nos três casos, a eleição de domingo marcou profunda mudança política na Assembleia, com declínio de uma geração. Os dois petistas eleitos são novatos, ao passo que ficaram de fora personagens velhos conhecidos, como Dedé Teixeira, Rachel Marques, Professor Pinheiro e, principalmente, Artur Bruno. No PCdoB, também duas novidades, que deixam fora Lula Morais – além da derrota de Inácio Arruda para deputado federal. O PSB ficou sem representação – o que já era previsível, com a saída de Eliane Novais para concorrer ao Governo e a ausência de substituto competitivo. Os novos nomes têm outro perfil, vários deles com raízes no Interior, não na Capital, e que despontaram no governismo, ao passo que a velha geração foi forjada em anos de oposição.

(Érico Firmo, O Povo Online)

Anúncios