São Paulo – O empresário e presidente de honra do Grupo Votorantim, Antônio Ermírio de Moraes, morreu na noite de domingo. Ele faleceu de insuficiência cardíaca em casa, aos 86 anos, e deixa a mulher Maria Regina Costa de Moraes, com quem teve nove filhos.

O velório do empresário será a partir das 9h desta segunda-feira, no salão nobre do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo. A partir das 16h, o cortejo seguirá para o cemitério do Morumbi, zona oeste de São Paulo.

Ermírio iniciou sua carreira no Grupo Votorantim em 1949, e foi o responsável pela instalação da Companhia Brasileira de Alumínio, inaugurada em 1955.

Por quase 30 anos, ele esteve à frente do comando da Votorantim. Além de empresário, Ermírio de Moraes esteve envolvido com política, arte e filantropia.

No final dos anos 90, a saúde  Ermírio de Moraes começou a ficar frágil. Mais tarde, ele foi diagnosticado com mal de Alzheimer. Mesmo assim, continuou conduzindo a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), que pertence ao grupo Votorantim.

Em 2008, ele abriu mão do comando da CBA e passou aos herdeiros a tarefa de dar continuidade ao seu legado.  

O empresário estava entre os homens mais ricos do mundo, segundo a Forbes, com fortuna avaliada em quase 4 bilhões de dólares. 

(Exame Online)