Brasília 247 – O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) decidiu negar o registro da candidatura de José Roberto Arruda (PR) ao governo do DF, nesta terça-feira (12). Ele foi enquadrado na Lei Complementar nº 135/2010, a Lei da Ficha Limpa, ainda que o julgamento por um colegiado (o Tribunal de Justiça), como prevê a lei, tenha sido realizado dias depois do pedido de registro da candidatura. O placar foi 5×2 votos, como informa o colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. 

Com o quarto voto desfavorável, proferido pela desembargadora Maria de Fátima, a derrota do ex-governador foi sacramentada. Votaram pela impugnação da candidatura de Arruda o relator, desembargador Cruz Macedo, e seus colegas Olindo de Menezes, Leila Arlanch, Maria de Fátima Aguiar e o presidente Romão Cícero Oliveira. A favor de Arruda, votaram Cléber Lopes de Oliveira e Josaphá Francisco dos Santos. 

O candidato do PR foi condenado em primeira instância no julgamento do mensalão do DEM e teve a sentença confirmada pelo Tribunal de Justiça do DF nove dias depois do pedido de registro da sua candidatura. 

Jaqueline Roriz (PMN) também teve sua candidatura a deputada federal negada pelas mesmas razões. No caso de Jaqueline, a aceitação do pedido de impugnação se deu por seis votos a um.

A parlamentar foi condenada em segunda instância também por envolvimento no mensalão do DEM, resultado de investigações da operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. Arruda e Jaqueline poderão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com direito a poema, Toninho comemora e endurece, mas sem perder a ternura

Nas redes sociais, poucas horas atrás, o candidato a governador do DF Toninho do Psol comemorou a impugnação das candidaturas de Arruda e Jaqueline. “Graças à pressão da população e da representação do PSOL-DF contra as candidaturas dos fichas sujas, Jaqueline Roriz e Arruda estão IMPUGNADOS”, diz o post de Toninho no Facebook. “Uma grande vitória do povo, vitória da democracia, respeito à Lei da Ficha Limpa. O PSOL sempre lutou contra a corrupção e pela ética e transparência na política e mantemos nossa coerência e intransigência nesta luta”.

Exultando a decisão do TRE-DF, Toninho do Psol aproveitou para disparar sua “metralhadora giratória”, com críticas ao também ex-governador Joaquim Roriz (PRTB) e aos atuais adversários na corrida pelo Palácio do Buriti, Agnelo Queiroz (PT), que busca a reeleição, e Rollemberg (PSB).

 

Leia abaixo os versos publicados por Toninho do Psol nas redes sociais:

Brasília me diz como se sente
Em ter o Arruda pra votar
Te juro que esse ficha suja
Nunca mais irá te envergonhar

Se Roriz te loteou
Se Agnelo te enganou
Rollemberg também quer te enganar

Mas memória a gente tem
E vergonha temos também
Só Toninho do PSOL vai transformar

Nossa luta é pra valer
À esquerda vocês vão ver
Vamos ter um GOVERNO POPULAR!!!

O diretório do PSOL no DF entrou com pedidos de impugnação das candidaturas de Arruda e de Jaqueline Roriz (PMN) a deputada federal em 10 de julho, um dia depois de o político do PR ter sido condenado em segunda instância por improbidade administrativa pelo envolvimento no esquema que ficou conhecido como o mensalão do DEM.