Evento reunirá cerca de 700 delegados, delegados e observadores

A 16ª Conferência Nacional dos Bancários, que aprovará a estratégia e a pauta de reivindicações da Campanha 2014, começa nesta sexta-feira 25 no Hotel Bourbon Atibaia (Rodovia Fernão Dias, km 37,5), em Atibaia (SP). A Contraf-CUT transmitirá ao vivo aqui no site, por webtv, a abertura e as palestras de especialistas sobre os temas da campanha. Estão inscritos para a Conferência, que termina no domingo 27, cerca de 700 delegados, delegadas e observadores de todo o país.

Haverá painéis sobre conjuntura, sistema financeiro e mundo do trabalho, bem como estarão em debate as propostas aprovadas nas conferências estaduais e interestaduais e encontros preparatórios em todo o país. Também acontecerá a apresentação dos resultados da consulta feita pelos sindicatos aos bancários para ouvir as prioridades de cada colega para a campanha deste ano.

Os quatro grandes eixos temáticos são: emprego (corte/demissões, rotatividade e terceirização); reestruturação produtiva no sistema financeiro (banco de futuro, correspondentes bancários e bancos pelo celular); remuneração (aumento real, piso salarial e PCS); e condições de trabalho (metas e segurança bancária). Os trabalhos em grupos serão também permeados pela discussão da estratégia da campanha.

“Vamos realizar mais uma grande conferência nacional, coroando esse processo democrático e participativo de construção da campanha, que valoriza a opinião de cada bancário e bancária desde o local de trabalho. E com ousadia, unidade e mobilização, vamos enfrentar os desafios da conjuntura atual e buscar novos avanços para a categoria e a classe trabalhadora”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional dos Bancários.

Na plenária final da 16ª Conferência, será aprovada a pauta nacional de reivindicações, que será entregue para a Fenaban, a fim de ser negociada com os bancos para a renovação da convenção coletiva de trabalho dos bancários. “Com os lucros gigantescos acumulados, os bancos não têm motivos para negar o atendimento das demandas da categoria”, ressalta.

PROGRAMAÇÃO

Sexta, 25 de julho

8h30 às 18h – Credenciamento

9h30 às 11h – Painel sobre Emprego e Reestruturação Produtiva (ao vivo)

Palestrantes:
Dr. Grijalbo Fernandes Coutinho, juiz do Trabalho.

Ana Tércia Sanches, diretora do Seeb São Paulo, pesquisadora do Centro de Pesquisas 28 de Agosto, especialista em Economia do Trabalho e Sindicalismo pela Unicamp e doutoranda em Sociologia pela USP.

Vivian Machado Bárbara Vasquez, técnicas do Dieese/Subseção Contraf-CUT.

11h às 12h30 – Painel sobre Condições de Trabalho e Remuneração (ao vivo)

Palestrantes:
Dr. Roberto Heloani, especialista em organização do trabalho da Unicamp e FGV.

Ademar Orsi, doutor em Administração de Empresas pela FEA/USP.

Regina Camargos, coordenadora da Rede Bancários do Dieese.

12h30 às 14h30 – Almoço e check-in hotel

14h30 às 16h – Painel “Em Defesa da Democracia – Ditadura Nunca Mais” (ao vivo)

Palestrantes:
Adriano Diogo, deputado estadual (PT), presidente da Comissão da Verdade Rubens Paiva da Assembleia Legislativa de SP.

Rose Nogueira, presidente do Grupo Tortura Nunca Mais de São Paulo, ex-presa política, companheira de cela de Dilma Roussef. Veja aqui quem é Rose Nogueira em vídeo de dois minutos produzido pela Fundação Perseu Abramo.

16h às 18h – Painel do Plebiscito sobre Constituinte do Sistema Político (ao vivo)

Palestrante:
Vagner Freitas, presidente da CUT.

19h – Abertura solene da 16ª Conferência Nacional dos Bancários (ao vivo)

Sábado, 26 de julho

8h30 às 13h – Credenciamento

9h às 9h30 – Votação de Regimento Interno

9h30 às 10h – Apresentação dos resultados da consulta aos bancários

10h00 às 12h30 – Análise de conjuntura

12h30 às 14h – Almoço

Após o almoço, o Sindicato de Guarulhos promoverá a apresentação da peça teatral “Tito – É melhor morrer do que perder a vida”, sobre a vida de Frei Tito, preso e torturado pela ditadura militar e depois exilado na França, onde se suicidou.

14h às 18h – Trabalho em grupos

Grupo 1 – Emprego (Corte de postos de trabalho/Rotatividade/Terceirização)

Grupo 2 – Reestruturação Produtiva no Sistema Financeiro (Banco do Futuro/Correspondentes Bancários/Bancos pelo celular)

Grupo 3 – Remuneração (Aumento real/ PCS /Piso salarial/PLR)

Grupo 4 – Saúde e Condições de Trabalho (Metas/Assédio moral/Segurança Bancária)

Todos os quatro grupos discutirão Estratégia de Campanha.

19h – Jantar e confraternização.

Domingo, dia 27

9h30 às 9h45 – Apresentação da campanha de mídia

9h45 às 13h – Plenária geral

Fonte: Contraf-CUT

Anúncios