O senador Aécio Neves, candidato do PSDB a presidente da República neste ano, aumentou seu patrimônio em 303,25% desde 2010, ficando R$ 1.873.938,23 mais rico. Em 2010, quando disputou a eleição para o Senado, Aécio declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 617.938,42. Neste ano, quando pediu registro para disputar a Presidência da República, ele declarou um patrimônio de R$ 2.491.876,65.

Em nota, o PSDB explicou que o patrimônio de Aécio cresceu porque ele recebeu uma herança de seu pai, Aécio Ferreira da Cunha, falecido em outubro de 2010.

O bem mais valioso do tucano, segundo informado por ele à Justiça Eleitoral, são 88 mil cotas da Rádio Arco Íris Ltda, que valem R$ 700 mil. O segundo bem mais caro da lista de Aécio são 19.791 cotas da Perfil Agropecuária e Florestal Ltda., que valem R$ 666.660,00.

PATRIMÔNIO DE CAMPOS CRESCE 5% EM 4 ANOS
O candidato a presidente da República pelo PSB, Eduardo Campos, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 546.799,50. Com relação a 2010, quando ele concorreu ao cargo de governador de Pernambuco, o patrimônio aumentou 5,02%. Naquele ano, ele afirmou que seus bens valiam R$ 520.626,04.

O bem mais caro de Eduardo Campos é uma casa na rua Luis da Mota Silveira, no Recife, que ele declarou valer R$ 142.460,00. O segundo item mais valioso da lista é uma “área de 80,72 ha localizada no município de Garanhuns”, que, de acordo com a declaração de bens, vale R$ 140 mil.

A candidata a vice-presidente na chapa de Campos, Marina Silva, declarou ter um patrimônio de R$ 135.402,38. Em 2010, ela foi candidata a presidente da República e declarou um patrimônio de R$ 149.264,38. Ou seja: segundo a declaração de bens, o patrimônio da candidata foi reduzido em R$ 13.862,00.

Fonte: Com informações do Portal A Tarde

Publicado Por: Daniel Silva

Anúncios