Seleção da Espanha

A Espanha é a seleção de maior valor econômico da Copa do Mundo de 2014, segundo um estudo do site Transfermarkt, que avalia os 23 jogadores da “Roja” por um preço total de US$ 916 milhões.

No levantamento, também divulgado na revista “Time”, a Alemanha aparece em segundo lugar (US$ 828 milhões) e o Brasil, em terceiro (US$ 689 milhões).

O Top 5 é completado por França (US$ 607 milhões) e Argentina (US$ 577 milhões).

Os 23 jogadores da seleção espanhola têm o valor de 9,5% dos 786 que participam do mundial, enquanto os atletas de Honduras representam apenas 0,32% do total.

Para determinar o valor de cada jogador, o estudo considerou fatores como as atuações individuais e com a equipe, experiência internacional, o histórico dos contratos de cada atleta e a idade.

Com isso, o jogador de maior valor é o argentino Lionel Messi, de 26 anos, avaliado em US$ 177 milhões.

O português Cristiano Ronaldo, 29, é o segundo, com US$ 147 milhões.

Na terceira posição ficaram empatados o uruguaio Edinson Cavani e o brasileiro Neymar, ambos avaliados em pouco mais de US$ 80 milhões.

Na lista individual, os jogadores espanhóis de maior valor são Andrés Iniesta (quinto), Cesc Fábregas (oitavo) e Sergio Busquets (11º).

O uruguaio Luis Suárez aparece em sétimo, o brasileiro Hulk em 10º e o argentino Kun Agüero em 11º, empatado com Busquets.

O zagueiro e capitão do Brasil, Thiago Silva, é o 17º na lista.

(France Presse)