O diretório estadual do Democratas do Rio Grande do Norte decidiu na 2ª feira (2.jun.2014) que não apoiará a reeleição da governadora Rosalba Ciarlini, filiada ao próprio partido.

O presidente nacional da legenda, senador José Agripino Maia (à direita na foto), também do Rio Grande do Norte, trabalhou para que o partido se aliasse à pré-candidatura do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ao governo do Estado.

O desfecho irritou Rosalba, que foi ao encontro defender sua reeleição, mas deixou o local antes da votação –45 dos 59 presentes preferiram apoiar Alves.

O resultado atinge indiretamente a pré-candidatura do tucano Aécio Neves a presidente da República. O DEM era a última esperança do PSDB para que Aécio tivesse um palanque no Estado.

O diretório tucano local também deve apoiar Alves –a decisão será tomada neste sábado (8.jun.2014). O palanque do presidente da Câmara já está reservado para a campanha à reeleição de Dilma Rousseff.

O arranjo fará com que Aécio não pise no Rio Grande do Norte durante o primeiro turno da campanha, segundo o diretório estadual do PSDB. Sua presença no Estado é esperada somente durante um eventual segundo turno.

(Fernando Rodrigues, Uol)