Comissão especial da Câmara Municipal que analisa projeto de demolição da Praça Portugal, na Aldeota, acaba de aprovar parecer favorável à ação proposta pela Prefeitura para a área. Com a medida, o projeto deve ir à votação plenária já em 3 de junho, próxima terça-feira. Em reunião conturbada, a proposta só foi aprovada após a base aliada “driblar” tentativa da oposição de adiar a votação da matéria.

Após muito bate-boca, os oposicionistas Guilherme Sampaio (PT) e João Alfredo (Psol) deixaram a reunião da comissão sem votar. Os outros sete membros do grupo, todos aliados do prefeito Roberto Cláudio (Pros), votaram favoráveis ao projeto – que autoriza demolição da praça e sua substituição por um cruzamento e quatro espaços de convivência.

Embate 

O motivo do desentendimento foi pedido de vistas da oposição, que acabou derrubado pela base aliada. Oposicionistas tentavam adiar votação do parecer para depois de uma audiência pública sobre o tema agendada por Guilherme, marcada para 2 de junho.

Argumentando que o prazo de cinco sessões para vistas não se aplica a projetos em regime de urgência, aliados do prefeito rejeitaram o pedido e aprovaram o parecer. Relatório foi feito pelo vice-líder do governo na Casa, Didi Mangueira (PDT).

Apesar dos embates, Didi minimizou desentendimentos em torno da proposta da Prefeitura. “A discussão foi toda em torno dessa votação, o projeto em si da Praça não foi questionado”, diz.

 Redação O POVO Online

 com informações da repórter Jessica Welma
Anúncios