A presidente Dilma Rousseff é a quarta mulher mais poderosa do mundo, de acordo com ranking publicado pela revista Forbes nesta quarta-feira (28). Dilma perdeu duas colocações em relação à lista de 2013, quando ocupava a segunda posição do ranking, que elenca as cem mulheres mais influentes do planeta.

A liderança do levantamento da revista Forbes tem a chanceler alemã, Angela Merkel, na primeira colocação — ela ocupa a mesma posição do ranking de 2013. A segunda posição pertence a Janet Yellen, nova presidente do FED (o banco central americano) que assumiu o lugar de Ben Bernanke. Ela não apareceu na lista da Forbes de 2013.

A terceira posição é da mulher de Bill Gates, Melinda Gates. Ela manteve a posição conquistada na lista da Forbes em 2013.

Na descrição de Dilma, a publicação destaca que a presidente está na segunda metade do seu mandato como presidente do Brasil, “a sétima economia do mundo com um PIB [Produto Interno Bruto, que é a soma de todas as riquezas do País] de US$ 2,4 trilhões [R$ 5,4 trilhões]”.

A revista diz ainda que o Brasil vai receber a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. A principal ressalva, porém, é sobre a crítica de Dilma ao presidente americano, Barack Obama, por causa do caso de espionagem revelado no ano passado.

— Rousseff criticou os Estados Unidos por espionar, durante seu discurso na Assembleia-Geral da ONU, e cancelou sua visita de Estado depois das reportagens de que a NSA [Agência de Segurança dos Estados Unidos] interceptar e-mails dela.

Mais duas brasileiras

A lista da Forbes tem também a presidente da Petrobras, Graça Foster, e a top model brasileira Gisele Bündchen. A comandante da petroleira melhorou sua posição e aparece agora na 16ª colocação — em 2013, ela estava em 18º lugar.

Com ganhos de US$ 42 milhões (R$ 94 milhões) desde junho de 2013, Gisele Bündchen também está mais bem-colocada em 2014: ela é a 89ª da lista. Em 2013, a modelo brasileira aparecia em 95º lugar.

Veja a lista das dez mulheres mais poderosas do mundo:

1º – Angela Merkel, chanceler alemã
2º – Janet Yellen, presidente do FED (banco central dos Estados Unidos)
3º – Melinda Gates, fundadora da Fundação Bill & Melinda Gates
4º – Dilma Rousseff, presidente do Brasil
5º – Christine Lagarde, diretora-presidente do FMI (Fundo Monetário Internacional)
6º – Hillary Clinton, ex-secretária de Estado dos Estados Unidos
7º – Mary Barra, presidente mundial da General Motors
8º – Michelle Obama, primeira-dama dos Estados Unidos
9º – Sheryl Sandberg, diretora de operações do Facebook
10º – Virginia Rometty, presidente mundial da IBM

(R7)

Anúncios