Mapa da Violência, realizado pelo Instituto Sangari é um estudo que traz um número assustador: Em 30 anos foram mais de 1 milhão de pessoas mortas, o que representa um aumento de 259% (nessas últimas três décadas). Em 2013 continuamos a ostentar o absurdo número de 50 mil assassinatos. Números de guerra. E em 2014, segundo dados atualizados em maio de 2014, com base no Sistema de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, o Brasil quebrou um recorde absurdo de violência: 56.337 assassinatos, o maior número desde 1980, quando começaram as medições. O UOL acrescentou um dado para exemplificar ainda mais o absurdo que vivemos por aqui. Este número de mortes é maior que o total de vítimas do conflito da Chechênia, de 1994 a 1996.

Só para efeito de comparação, em 2010, 49.932 pessoas foram assassinadas no Brasil.

Em 2013 a taxa de homicídios subiu em 29 por cada 100 mil habitantes (dados divulgados agora em maio de 2014). A Organização Mundial da Saúde considera aceitável o máximo de 10 mortes para cada 100 mil habitantes.

Depois dizem que o Brasil é um país pacífico, que não tem guerra… Veja o triste ranking dos estados com mais homicídios (proporcionais às respectivas populações) do Brasil:

Taxa de homicídio por 100 mil habitantes em cada Estado do Brasil 2013/2014:

1. Alagoas: 63,3
2. Espírito Santo: 47,3
3. Ceará: 44,6
4. Goiás: 44,3
5. Bahia: 41,9
6. Sergipe: 41,8
7. Pará: 41,7
8. Paraíba: 40,1
9. Distrito Federal: 38,9
10. Pernambuco: 37,1
11. Amazonas: 36,7
12. Amapá: 35,9
13. Roraima: 35,4
14. Rio Grande do Norte: 34,7
15. Mato Grosso: 34,3
16. Rondônia: 32,9
17. Paraná: 32,7
18. Rio de Janeiro: 28,3
19. Acre: 27,5
20. Mato Grosso do Sul: 27,1
21. Tocantins: 26,2
22. Maranhão: 26
23. Minas Gerais: 22,8
24. Rio Grande do Sul: 21,9
25. Piauí: 17,2
26. São Paulo: 15,1
27. Santa Catarina: 12,8

O Brasil lidera também o ranking dos países com mais mortes por armas de fogo. Em média são 19 assassinatos para cada 100 mil habitantes, praticamente o dobro do recomendado pela ONU. Dados de 2010 dão conta de 36.792 homicídios por tiros registrados. O segundo lugar, com menos da metade disso é o México: 17.561 homicídios. O número representa um crescimento de 346% dos últimos 30 anos.

E não ficamos muito longe do top 10 dos países mais perigosos do mundo. Segundo relatório da ONU divulgado em 14 de abril de 2014, o Brasil tem taxa de 25 homicídios para cada 100 mil habitantes. No décimo país mais perigoso (Colômbia) a taxa está em 30,8 para cada 100 mil. Veja o top 10:

1. Honduras (90,4 homicídios para cada 100 mil habitantes)
2. Venezuela (53,7 para cada 100 mil)
3. Belize (44,7 para cada 100 mil)
4. El Salvador (41,2 para cada 100 mil)
6. Jamaica (39,3 homicídios para cada 100 mil)
5. Guatemala (39,9 para cada 100 mil)
7. Suazilândia (33,8 para cada 100 mil)
8. São Cristóvão e Nevis (33,6 para cada 100 mil)
9. África do Sul (31 para cada 100 mil)
10. Colômbia (30,8 para cada 100 mil)

E mais. O Brasil tem 16 cidades entre as 50 mais perigosas do mundo, segundo relatório anual da ONG mexicana “Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Penal”, divulgada neste mês (janeiro de 2014). A cidade mais perigosa do Brasil, e 6ª do mundo, é Maceió. O lamentável top 10 ainda traz Fortaleza e João Pessoa. Veja as 10 primeiras e também todas as cidades brasileiras no ranking. Em seguida você confere, de acordo com o relatório do Mapa da Violência, quais os lugares mais violentos do Brasil.

Cidades mais violentas do Mundo:

1ª. San Pedro Sula (Honduras) 187,14 mortes para cada 100 mil habitantes
2ª. Caracas (Venezuela) 134,36
3ª. Acapulco (México) 112,80
4ª. Cali (Colombia) 83,20
5ª. Maceió (Brasil) 79,76
6ª. Distrito Central (Honduras) 79,42
7ª. Fortaleza (Brasil) 72,81
8ª. Guatemala (Guatemala) 68,40
9ª. João Pessoa (Brasil) 66,92
10ª. Barquisimeto (Venezuela) 64,72 mortes para cada 100 mil habitantes

Outras cidades brasileiras no ranking das mais perigosas do mundo:

12ª. Natal (57,62 mortes para cada 100 mil habitantes)
13ª. Salvador (57,51)
14ª. Vitória (57,39)
15ª. São Luís (57,04)
23ª. Belém (48,23)
25ª. Campina Grande (46,00)
28ª. Goiânia (44,56)
29ª. Cuiabá (43,95)
31ª. Manaus (42,53)
39ª. Recife (36,82)
40ª. Macapá (36,59)
44ª. Belo Horizonte (34,73)
46ª. Aracaju (33,36 mortes para cada 100 mil habitantes)

(Rodrigo Paiva, Cursiosando)