Ações de prevenção contra a aids e a hepatite B serão realizadas neste sábado, 26, das 8h às 13h, na Praça Murilo Borges, no Centro. Durante o horário, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) vai promover testes rápidos para as duas doenças.

Os exames são feitos a partir da coleta de uma pequena quantidade de sangue da ponta do dedo e o resultado sai minutos depois. Segundo a Sesa, o resultado do teste rápido tem a mesma confiabilidade dos exames convencionais e não há necessidade de repetição em laboratório. O teste de Aids não deve ser feito de forma indiscriminada e a todo o momento. É aconselhável para quem tenha passado por uma situação de risco, como ter feito sexo sem camisinha.

Após a infecção pelo HIV, o sistema imunológico demora cerca de um mês para produzir anticorpos em quantidade suficiente para serem detectados pelo teste. Por conta disso, é melhor fazer o exame após esse período. No caso da hepatite, o teste rápido facilita o diagnóstico precoce da doença, que muitas vezes não manifesta sintomas e só é identificada quando o paciente já está com um quadro clínico grave.

A aids é uma doença causada pelo vírus HIV e que é transmitida através da troca de secreções (sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno) entre uma pessoa infectada e uma pessoa sadia, em situações como relações sexuais desprotegidas ou transfusões de sangue. As hepatites são doenças que atacam o fígado, um dos órgãos mais importantes do corpo humano. A hepatite B é uma doença sexualmente transmissível, mas também pode ser transmitida pelo contato com sangue e por materiais cortantes contaminados, como alicate de unha.

O Ministério da Saúde faz um alerta para alguns cuidados, como o uso de camisinha em todas as relações sexuais, não se deve compartilhar escova de dente, alicates de unha e lâminas de barbear ou depilar. As ações deste sábado fazem parte de atividades de promoção e proteção à saúde da Sesa em preparação para a Copa do Mundo da Fifa.

Redação O POVO Online

Anúncios