Olá, pessoal,

Lendo muitos comentários de alunos de todo o Brasil e também acompanhando as perguntas que são feitas em sala de aula, percebi que muitos alunos NÃO leram a retificação que o edital da CEF fez e quem não lê edital pode cair em armadilhas!!!! É lamentável como muitos candidatos NÃO estão sequer lendo o edital de um concurso e olha que esse edital da CEF foi retificado várias vezes, mas para ajudar a quem não leu, vou colocar uma das retificações para você clicar no próprio site do Cespe: (sugiro que deem uma prioridade na leitura dos itens: 9.7.3 e 9.7.3.1, assim não precisarão ler tudo) 😉

http://www.cespe.unb.br/concursos/caixa_14_nm/arquivos/ED_3_CAIXA_2014_NM___RETIFICA____O.PDF

Em outras palavras, eles mudaram o primeiro edital que dizia que seria um texto dissertativo de até 30 linhas com temas de conhecimento específico (atendimento e conhecimentos bancários), inclusive eu até postei sobre isso na parte de MATERIAIS AVULSOS (cujo título é: Edital da Caixa 2014: será que dá pistas?). Nessa parte, comentei tudo o que foi dito pelo edital anterior e as novas alterações (sugiro que dê uma lida aprofundada, assim entenderão melhor o NOVO edital) e para quem ainda está se respaldando no que o item 9.1 do edital dizia, também NÃO leu a nova retificação que a banca fez, a saber: ?onde se lê: Prova Discursiva (NPD), leia-se: Prova de Redação (NPR)?, também retificado e publico aqui:

http://www.cespe.unb.br/concursos/caixa_14_nm/arquivos/ED_4_CAIXA_2014_NM___RETIFICA____O_N__VEL_M__DIO.PDF

Então, podem perceber que esse edital é totalmente diferente dos cobrados em concursos anteriores da banca Cespe, em que sempre sinaliza que será uma dissertação. Logo, é meu dever explicar cada texto que foi sinalizado pela banca, ok? Por isso tive de falar da descrição, da narração e vou falar até mesmo do texto instrucional, pois repito, ESTÁ NO EDITAL, MEU POVOOOO!!!! J Seria perigoso ficarmos focados apenas na discussão do texto dissertativo, embora seja o mais comum em provas.

Mudando de assunto…

Um aluno meu fez uma pergunta interessante: ?professor, quando a banca mudou o nome, prova discursiva para prova de redação, muda muita na coisa na hora de escrever??. Muda sim, meu caro, a prova discursiva é mais complexa no sentido de cobrar temas de caráter específico.

Vamos a um exemplo:

(Prova de Polícia Civil/RN AGENTE SUBSTITUTO/ CESPE 2008)

É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

Brasil. Constituição Federal de 1988, art. 227, caput

 

Considerando que o preceito constitucional acima transcrito tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do seguinte tema.

ASPECTOS CRIMINAIS DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Ao elaborar o texto, esclareça, necessariamente, as seguintes indagações.

< Qual a distinção entre criança e adolescente?

< O adolescente apreendido em flagrante de ato infracional poderá ser conduzido ou transportado em compartimento fechado de veículo policial?

< Em regra, comparecendo ao distrito policial qualquer dos pais ou responsável, o adolescente apreendido em flagrante de ato infracional deverá ser liberado pela autoridade policial?

                Comentando o tema:

Essa prova é sim uma dissertação, porém o candidato não deveria opinar, criticar ou muito menos solucionar o problema, mas simplesmente esclarecer, explicar o que a banca pediu, sendo, pois, a famosa prova discursiva. Em suma, ela quer que o candidato mostre um conhecimento específico do assunto tratado. Vale ressaltar que a prova que coloquei como exemplo foi para nível médio, mesmo assim o candidato deveria ter um conhecimento muito profundo acerca das leis, da questão penal em si. Provas discursivasrecorrem a um modelo mais expositivo em que o aluno tem de meramente explicar, informar, definir com base nos tópicos solicitados pela banca. Análises de casos também são consideradas provas discursivas 😉

          Agora vamos a uma prova de redação:

Seria oportuno citar um edital que explicita a cobrança por esse tipo de prova: TRF 1ª região FCC (ITEM VIII) DA PROVA DE REDAÇÃO: 1. Para os cargos de Analista Judiciário (todas as áreas/especialidades), a Prova de Redação será aplicada juntamente com as provas objetivas para todos os candidatos inscritos.

Veja a prova solicitada: (Analista Judiciário/Área Judiciária)

Para os destinos de uma sociedade, é indiferente conceber a máquina como um engenho a serviço do homem, ou o homem como um apêndice da máquina?

Redija uma dissertação em que você, apresentando argumentos claros e consistentes, defenda seu ponto de vista sobre a questão acima proposta.

Comentários:

Você pode perceber que esse texto dissertativo seria feito em uma perspectiva mais crítica, opinativa, em que o candidato não iria apenas informar, mas defender um ponto de vista em relação ao que as máquinas representam para os humanos, se elas estariam para beneficiar a sociedade ou se estamos extremamente dependente delas, daí você assumiu um ponto de vista e iria argumentar, provar o que pensa.

Sendo assim, podemos dizer que as provas de redação diferem das discursivas no sentido de que podem explorar atualidades, questões que preocupam o Brasil e o mundo. São provas em que o candidato tem uma liberdade para se posicionar e defender o que acredita e caso deseje pode ainda apontar soluções, medidas, ao final do texto. Acho que você se lembrou de que esse modelo era o mais usual na época de colégio, não é? O professor pedia para você discutir um fato atual naquele período.

                Traduzindo para uma prova da CEF:

             Então, se o edital da CEF disse que a prova será de redação, poderíamos focar nossas leituras em assuntos da atualidade, a saber: governo Dilma, economia do Brasil, consumismo,  Copa do Mundo, mobilidade urbana; correto? Em parte, sim, mas a prova poderia cobrar um assunto de atualidade e ainda mesclando com o conhecimento específico, daí seria uma excelente oportunidade de a banca saber se o candidato está por dentro das atualidades e ainda se estudou realmente os conhecimentos específicos que foram apontados no edital. Se a banca Cespe já fez isso? Sim, eu provo para você agora:

(MPU/2010 prova de técnico administrativo/nível médio)

Os atrasos na criação e na aprovação de projetos de infraestrutura e a falta de planejamento para a Copa do Mundo de 2014 estão preocupando os membros do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva. Segundo um dos representantes regionais dessa organização, esses atrasos podem gerar prejuízos de tempo e de dinheiro, visto que as obras e os serviços tenderão a ficar mais caros.

Internet: (com adaptações).

Considerando que o fragmento de texto acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do seguinte tema.

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO (ESTRATÉGICO, TÁTICO E OPERACIONAL) PARA O SUCESSO DA REALIZAÇÃO DA COPA DO MUNDO DE 2014 NO BRASIL

                Comentários:

        Vejam como essa prova foi refinada, não bastaria o candidato saber falar apenas de Copa do Mundo, mas discutir a importância do planejamento para um evento de tão grande porte e fechando para a questão mais específica, o candidato deveria traçar os tipos planejamento que foram citados. Enfim, algo que caberia plenamente em uma prova de redação para a CEF.

Bom, o recado foi dado… quem manda é o edital!!! Então, vamos seguir, não é?

Prof. Dionísio, via http://www.euvoupassar.com.br

Anúncios