Godofredo Pepey conecta joelhada voadora em Noad Lahat. (Foto: Agência Getty Images)

Godofredo Pepey e Rony Jason “lavaram a alma” cearense na noite de ontem, no UFC Fight Night Combate, em Natal (RN), no Ginásio Nélio Dias. Ambos venceram seus combates no evento do Ultimate. Pepey nocauteou de forma espetacular o israelense Noad Lahat, enquanto Jason, com nocaute técnico, superou o norte-americano Steven Siler.

Pepey foi o primeiro a entrar no octógono. Pressionado pelas duas derrotas anteriores – para Felipe Sertanejo e Sam Sicilia -, o fortalezense tinha de vencer para continuar em dia com a organização. E foi isso que aconteceu. Só que de forma surpreendente contra o israelense que nunca havia perdido na carreira e estreava no UFC. Com uma joelhada voadora digna de cinema, o cearense acertou em cheio o queixo do oponente, que apagou imediatamente e só foi “acordar” minutos depois.

Após a vitória, o cearense desabafou e lembrou o passado de dificuldades. “Passei fome quando saí de Fortaleza. Poucas pessoas sabem o que passei na vida. Como eu disse, rapadura é doce mas não é mole, não”, contou para jornalistas ainda no Ginásio Nélio Dias. “Essa vitória veio no momento certo. Eu precisava muito. Logo agora que vou ser pai”, revelou o atleta.

O lutador ressaltou que treinou muito para o combate e que nas duas derrotas anteriores estava muito bem, mas o fator psicológico atrapalhou. “Fui acompanhado com o psicólogo e isso me ajudou bastante. Essa vitória era para ter saído antes. Desejo que o Lahat se recupere como eu também me recuperei e tenha outra chance”, comentou.

Dia de sorrir

Rony Jason também abriu uma série de lutas, só que no card principal. Ele esperou o melhor momento para finalizar por nocaute técnico o americano Steven Siler. Com uma sequência de socos, ele derrubou o adversário, que caiu ainda consciente. Só que o árbitro entendeu que o americano não tinha mais condições de lutar. Jason não se intimidou com um certo clima de polêmica no ar e deixou o octógono ovacionado pelos potiguares.

Antes de entrar na sala de imprensa, Rony Jason desabafou à reportagem: “um dia a gente chora e no outro a gente ri. Hoje foi meu dia”. Sempre bem-humorado, o lutador já começou a coletiva arrancando risos dos jornalistas. “Não vai ser dessa vez que vou ser demitido”, brincou.

O lutador quixadaense precisava da vitória para reencontrar o caminho em busca do Top 10 dos penas. Após perder para Jeremy Stephens, Rony voltou a saber o que é vitória ontem. O cearense disse que estaria pronto para lutar pelo cinturão agora mesmo. “Respeito muito o José Aldo, mas prometi que um dia ia pegar o cinturão do UFC e jogar no chão de Quixadá, na minha terra”, revelou.

Shogun nocauteado

Na luta principal (meio-pesados), o americano Dan Henderson nocauteou o brasileiro Maurício Shogun no 3º round com um cruzado que acertou em cheio o nariz do adversário.

(Com a colaboração de Juliano de Medeiros)

Adversário de Diego Brandão é expulso do UFC

O adversário do cearense Diego Brandão, Will Chope, foi demitido do UFC ainda na madruga de sábado para domingo e a luta foi cancelada. O atleta foi expulso da Força Aérea americana em 2009, após ter agredido e ameaçado com uma faca a sua esposa, de acordo com matéria bombástica do Bleach Report, que teve acesso aos documentos oficiais da entidade militar.

Chope teria agredido sua esposa repetidas vezes depois de descobrir um suposto caso de infidelidade. Nas primeiras vezes em que isso aconteceu, em junho e outubro, foi punido apenas administrativamente por seu comandante de unidade. Em novembro daquele ano, mesmo tendo sido alertado para não encostar mais em sua mulher, Chope voltou a agredi-la, desta vez com ainda mais violência.

Promessas

O norte-americano recebeu sentença de cinco meses de confinamento e foi exonerado da Força Aérea. Após ter recorrido – afirmando que poderia se reabilitar e que já havia se separado -, o tribunal negou o pedido.

No Facebook, Will lamentou o cancelamento da luta. “Minha luta foi cancelada por um erro de cinco anos atrás. Me desculpo verdadeiramente com meus fãs. Vou falar com minha ex-esposa ao telefone e ela vai me apoiar. Vamos fazer uma nota oficial assim que eu voltar aos Estados Unidos, na quarta-feira”, disse.

Enviado a Natal (RN)

Ilo Santiago Jr.
Subeditor*

Torcida em polvorosa
Natal das Artes Marciais Mistas

Público potiguar compareceu em peso ao Ginásio Nélio Dias neste domingo. Ainda fora da praça esportiva, torcedores locais exibiam camisas em alusão ao cearense Rony Jason. No octógono, a ring girl Camila Oliveira era a atração entre um round e outro dos combates. Foi ocasião também para ovacionar o nocaute avassalador do fortalezense Godofredo Pepey sobre o israelense Noad Lahat

(Diário do Nordeste)

Anúncios