O boleto do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) começou a chegar às casas dos fortalezenses. E com eles muitas dúvidas e reclamações. Desde o último dia 16 de janeiro a sede da Secretaria de Finanças de Fortaleza(Sefin), no Bairro Centro, em Fortaleza está lotada. Em alguns casos, o valor do IPTU cobrado é mais dez vezes maior do que foi pago ano passado.

A contadora Vanessa Aguiar recebeu o valor reajustado do IPTU do seu imóvel na última segunda-feira (27). E vai pedir a revisão. A contadora vai pagar R$ 4.422, 11.  O valor, de acordo com Vanessa Aguiar é 123% maior  do que o ano passado. A conta chegou e, no mesmo dia, a contadora providenciou a documentação para pedir uma revisão do cálculo do imposto.

“Eu fui nesta quarta-feira (29) à Secretaria de Finanças de Fortaleza (Sefin)  e pedi o extrato dos últimos cinco anos. Para verificar o acréscimo que teve durante todo esse tempo. Como eu vinha acompanhando pela televisão e jornais e eles afirmaram pela imprensa que o aumento seria , no máximo, de 35% a gente já estava assustado porque seria um aumento alto”, disse a contadora.

Dúvidas no imposto

Desde o início do mês quando os boletos do novo IPTU já estavam disponíveis na internet o movimento na Sefin aumentou. As contas começaram a chegar pelo correios desde o último dia 16 de janeiro. 

Desde então, muitas pessoas estão indo à Sefin para tirar dúvidas sobre o aumento do imposto e tentar reduzir o valor cobrado. O aposentado José Clodomir não acreditou no aumento que vai ter que pagar.  “Estou aqui para reclamar desse preço alto. No meu caso, o aumento foi mais de 500%. Eu pagava R$ 75,00 e agora pago R$ 300,00.  Já no caso do aposentado José Maria Freitas o aumento foi muito acima do esperado. “Eu pagava cerca de R$ 25,00 e agora estou pagando R$ 521,00”, disse.

Reajuste
Pela lei aprovada no fim do ano passado, serão aplicados reajustes de 15% para imóveis residenciais com valor de venda até R$ 58.500; 20% para os imóveis de R$ 58.500,01 a R$ 210,6 mil; e 35% para imóveis acima de R$ 210,6 mil. Para unidades não residenciais e terrenos, valerá o reajuste de 35%. Haverá ainda incidência do fator de verticalização de 0,5% por andar, a partir do segundo em apartamentos que tenham elevador.

O valor dos imóveis isentos de pagamento do IPTU foi ampliado, passando de R$ 26.383 para R$ 52 mil. A medida deve afetar mais de 100 mil imóveis e cerca de 500 mil pessoas, o que é equivalente a 20% de toda a população da cidade.

Documento
Segundo o gerente de IPTU da Sefin, Cleiton Bustamante, o cidadão tem todo o direito de pedir a revisão. Basta ir a Sefin ou à sede das Regionais (I e VI) e levar documentos como Identidade, CPF e documento do imóvel.  “Ele pode procurar a Sefin ou as regionais através dos canais de atendimento. E tirar todas as dúvidas possíveis. E se quiser fazer o requerimento é só preencher o documento e anexar junto a ele RG, CPF e o documento do imóvel”, disse.

(G1 Ceará)

Anúncios