Márcio Dornelles, via http://www.cearanews7.com.br

O ex-senador Tasso Jereissati já arregaçou as mangas para levar o PSDB de volta à cena política nacional e estadual. O partido vem perdendo capital nos últimos anos, com voo sem volta de tucanos importantes nos quadros. Tasso não está convencido de que a melhor alternativa seja apoiar Nicolle Barbosa, do PSB. As conversas entre as duas legendas não avançaram. O líder articula outros nomes, com mais identidade aos princípios peessedebistas.

O ex-governador cearense também é cotado para ser o coordenador geral da campanha nacional de Aécio Neves ou, até, assumir a vice do mineiro. O leque da atuação de Tasso aumenta com uma possível candidatura ao Senado, mas a opção depende de quem será o candidato ao Governo do Estado. Eunício Oliveira surge como alternativa, mas a aliança é pouco provável. O fator Lula será crucial para esmigalhar qualquer tentativa de acordo, já que o peemedebista sonha em ter o líder do PT no seu palanque.

Certo mesmo é o desejo de Tasso Jereissati em derrotar o candidato indicado pelo governador Cid Gomes na briga pelo Palácio da Abolição. O tucano entrou nas eleições.

Anúncios