Mario Vargas uniu sua voz poderosa aos que combatem oligopólios nos meios de comunicação, particularmente em seu país, o Peru.

Nestes dias, um negócio na mídia peruana pode dar 80% do mercado de informações a um único grupo, uma espécie de Globo local.

“Acho que desta vez a batalha é a batalha contra a concentração da imprensa”, disse ele numa entrevista. “É uma questão de enorme urgência, porque pode ter um efeito no médio e longo prazo catastrófico para a democracia.”

A “verdadeira liberdade de imprensa” , disse ele, é “incompatível com uma concentração de meios de comunicação como está acontecendo no Peru”.

“É absolutamente importante que a mídia reflita diversidade de pontos de vista, opiniões”, afirmou Llosa. “Isso, para mim , é incompatível com a concentração dos meios de comunicação. Nenhum país democrático digno desse nome aceita uma concentração da imprensa que dá uma organização quase 80 por cento do mercado da informação. Todas as sociedades democráticas têm leis ou princípios que impedem o monopólio.”

Saiba Mais: La Republica

Anúncios