Silvio Guedes Crespo, Uol

O Brasil caminha gradativamente rumo à redução das desigualdades regionais, embora elas ainda saltem à vista, como indicam dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A distância entre os Estados mais ricos e os mais pobres dá sinais de que está diminuindo, tanto em termos de PIB (Produto Interno Bruto) total quanto em relação ao PIB per capita.

O Distrito Federal teve um PIB per capita de R$ 63 mil em 2011 (dado mais recente), número oito vezes maior que o dos dois Estados mais pobres do país, o Piauí (R$ 7.836) e o Maranhão (R$ 7.853).

O PIB per capita do DF é, também, quase duas vezes superior ao do Estado de São Paulo (R$ 32.449) e quase três vezes maior que a média nacional (R$ 21.536).

Ainda gritante, essa diferença já foi mais acentuada. Em 2010, o PIB per capita do DF era 8,5 vezes maior do que o do Maranhão, à época o Estado mais pobre.

A queda verificada não é desprezível, pois significa que, em 16 anos, o PIB per capita das duas unidades federativas se igualaria.

Vale notar, no entanto, que dificilmente esse ritmo continuaria por tanto tempo, uma vez que quanto mais uma região cresce economicamente, mais difícil se torna manter a velocidade da expansão.

O PIB per capita do Distrito Federal é grande porque reúne num espaço muito pequeno pessoas com muito dinheiro – notadamente, altos funcionários públicos. Nesse aspecto, a capital federal é hors concours.

Mas se tomarmos como referência os demais Estados, nota-se uma pequena queda na desigualdade regional.

Em 2008, o PIB de São Paulo era 4,5 vezes maior que o do Piauí e o do Maranhão. Em 2011, já era quatro vezes superior a ambos. Nesse ritmo, as duas unidades federativas mais pobres levariam 24 anos para chegar ao nível de São Paulo.

Não custa lembrar que esse indicador, ainda que seja bom para medir a distância econômica entre os Estados, não capta a desigualdade interna de cada unidade federativa. Este ponto é mais bem identificado pelo índice de Gini.

 

Anúncios