Viçosa do Ceará Romeiros de diversas regiões do Brasil passam por este município nos próximos dias 1 e 2 de novembro para visitar a Cruz do Finado Cesário. O local virou roteiro para turismo religioso devido ao grande número de depoimentos de graças e favores alcançados em nome do jovem de 17 anos, Cesário Luiz dos Santos. Em 1925, acusado de um crime que não cometeu, ele foi barbaramente assassinado. Desde então, após a injustiça, seu nome vem sendo relacionado a possíveis curas e graças alcançadas. A romaria em sua devoção chega a mobilizar cerca de cinco mil pessoas em datas como o Dia de Finados, no sábado.

Na localidade de Lagoa do Carnaubal, zona rural do município, foi erguida uma capela no túmulo onde o jovem Cesário foi sepultado pela primeira vez. Todo ano há missa no Dia de Finados FOTO: JÉSSYCA RODRIGUES

A devoção despertou o interesse de estudantes de Arquitetura da Universidade Federal do Ceará (UFC). No próximo sábado, eles estarão apresentando aos romeiros e à população um projeto base para a implantação de um Centro de Romaria no lugar onde já se encontra a uma cruz e uma capela, na localidade de Lagoa do Carnaubal, zona rural do município. Foi lá onde, Cesário Luiz foi assassinado.

Anualmente, a população se reúne em procissão à localidade, numa caminhada de 9km, da Vila Padre Vieira até o local considerado sagrado. São comuns depoimentos emocionados de pessoas que tiveram atendidos seus pedidos, alcançando curas, realizando conquistas materiais e profissionais.

No local são expostos ex-votos, peças de madeira simbolizando as partes do corpo humanas saradas por força dos possíveis milagres alcançados em nome do finado Cesário.

Fotos de desejos realizados e manifestações escritas pelos romeiros certificando as graças alcançadas podem ser vistas dentro da capela erguida no túmulo onde foi sepultado, pela primeira vez, o jovem.

O agricultor Antônio Passos de Araújo é responsável por repassar a história de Cesário, considerado mártir pela maneira como morreu. Seu Antônio, como é conhecido pelos romeiros, conversou com um dos moradores que presenciou o fato na época e é responsável hoje pela manutenção do lugar, bem como pela transmissão da história oral.

Ele conta que a maior parte dos romeiros vem de outros Estados, principalmente Piauí, mas que chegam pessoas até do Estado do Amazonas. “A maioria é dona de casa, agricultor, comerciantes. Eles passam por aqui no caminho para outras peregrinações, como Canindé´”.

As dificuldades para chegar até o local são muitas, motivo apontado por Antônio para o número de romeiros não ser ainda maior. Mas essas dificuldades estão sendo estudadas e o primeiro passo já foi dado. Numa parceria do município com a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), já está sendo feita a instalação de luz elétrica por todo o caminho.

A estrada ainda não é asfaltada e falta água encanada. Nas proximidades da capela, onde é rezada a missa anual, não há estrutura para alimentação ou hospedagem. Esses são alguns dos pontos que estarão sendo cobertos pelo projeto da UFC, que visa a implantação de um Centro de Romaria com um redário, estabelecimentos que ofereçam alimentação e a melhoria da infraestrutura.

O professor coordenador do projeto, Marcondes Araújo, explica que a universidade já possui um bom contato com a Prefeitura. “O local apresenta uma precariedade estrutural muito grande para a recepção dos romeiros, o projeto é montar ali um espaço para fé, onde se possa ser realizada uma missa campal, um memorial, um local para guardar ex-votos e até um redário”, disse. A aluna Marilia Aguiar é umas das 30 universitárias que trabalham no projeto.

Ela destaca que na apresentação no sábado haverá uma conversa com a população e os visitantes. “Vamos apresentar a base do projeto e ter esse diálogo a fim de identificar quais as necessidades particulares de cada um dos públicos”.

O vereador José Nivaldo Soares explica que esse projeto é um grande avanço para a comunidade, que já recebeu inclusive o Sebrae para conversar sobre empreendedorismo. “Trouxemos um técnico do Sebrae aqui que esteve em contato com a comunidade para apresentar as diversas oportunidades comerciais, como lanchonete e estabelecimentos para vender artesanato”´.

Mais informações:
Prefeitura Municipal de Viçosa do Ceará, Pça. Clóvis Beviláqua

Telefone: (88) 3632.1144
Faculdade de Arquitetura UFC Fortaleza – (85) 3366.7300 

JESSYCA RODRIGUES
COLABORADORA

Fique por dentro

Fiéis atribuem poder de cura ao jovem

No ano de 1925 foi assassinado o jovem Cesário Luiz dos Santos, acusado de engravidar a filha de seu patrão. Os irmãos da moça perseguiram Cesário após ele se recusar a casar, amarrando-o em um jumento e fazendo com que fosse arrastado até próximo ao local de sua morte. Depois de arrastado e machucado, Cesário foi obrigado a subir um alto, onde por fim o atiraram e o mataram, jogando seu corpo em uma pequena caverna de 30 pés de profundidade. Ele foi encontrado dois dias depois em uma posição como se estivesse sentado. Com a crendice que sua alma era milagrosa, muitas pessoas passaram a visitar o local de sua morte, deixando donativos. Por não haver nenhuma segurança, os objetos eram roubados. O morador Manoel José da Silva tomou a iniciativa de construir a capela de São Francisco. Ele pediu licença para tirar os restos mortais do finado Cesário, sepultando em um canto da capela. Desde então, missa anual é celebrada no local de devoção.

(Diário do Nordeste) 

 

Anúncios