Nesta terça-feira, uma tragédia abalou o mundo do boxe. O atleta peso-pena Francisco “Frankie” Leal faleceu, aos 26 anos, após ter ficado três dias em coma, devido a um nocaute sofrido no último sábado. O boxeador mexicano havia enfrentado o compatriota Raul Hirales na cidade de Cabo San Lucas, no México, e foi nocauteado no oitavo round do combate.

Durante a luta, Francisco Leal, que é apelidado de “Pequeno Soldado” sofreu dois duros golpes em sequência e acabou caindo no chão do ringue. O boxeador ainda tentou se levantar, mas desabou novamente, e o juiz declarou a vitória de Hirales por nocaute. De acordo com o site da “ESPN” americana, após o duelo, Francisco foi levado diretamente ao hospital e depois transferido para San Diego, onde ficou em coma por três dias e faleceu.

Confira o nocaute de Raul Hirales em Francisco Leal:

Depois da notícia da morte do lutador, o proprietário da “Zanfer Promotions”, empresa organizadora do evento que aconteceu no último sábado, prometeu dar total apoio à família do atleta. Fernando Beltran afirmou ainda que Francisco era um “grande guerreiro” dentro e fora do ringue.

– Isso machuca muito. Frankie Leal era um bom garoto, grande lutador e guerreiro dentro e fora do ringue. Como companhia, nós assumimos responsabilidade e fizemos o que era possível para tentar salvar sua vida. Agora, estamos unidos no sofrimento de sua família e sua família do boxe. Vamos tentar ajudar em tudo que for necessário – disse o promotor, ao site americano.

Francisco Leal era lutador profissional de boxe desde 2005. No ano passado, o atleta já havia sofrido um forte nocaute, quando foi derrotado por Evgeny Gradovich e teve de ser levado de maca para o hospital. De lá para cá, Frankie chegou a realizar mais cinco combates.

(MinutoL/Esportes, O Povo Online)

Anúncios