Via Tribuna do Ceará

Oito comissões fantasmas foram criadas na Câmara Municipal de Fortaleza e oficializadas em documentos do Diário Oficial do Município neste ano, custando quase R$ 190 mil mensais aos cofres públicos. Ao todo, 67 servidores apadrinhados recebem mensalmente salário – que varia entre R$ 1,8 mil a R$ 5,9 mil –, mesmo sem ter comprovação específica de frequência e de função dentro da Casa.

A denúncia publicada, na terça-feira (15), pelo jornal O Povo, apontou que entre os apadrinhados nomeados para cargos fantasmas, estão parentes de políticos, ex-vereadores não reeleitos e um assessor de vereador do Psol. Além disso, o número de servidores fantasmas pode ser ainda maior, já que o presidente da Câmara, Walter Cavalcante (PMDB), manteve indicações de antigos presidentes.

No caso do assessor de um parlamentar, o sociólogo Rodrigo Santaella seria contratado pela Comissão de Títulos Honoríficos, mas na verdade atua na assessoria do vereador João Alfredo (Psol). Após a denúncia, João Alfredo se manifestou abertamente, afirmando que vai devolver o cargo do funcionário e que ele será remanejado oficialmente para sua equipe.

Além desse caso, o vereador Evaldo Lima (PCdoB) negou que um advogado que integraria a Comissão de Auditoria Contábil e Financeira seja assessor de seu gabinete. O advogado Bruno Araripe foi nomeado para a comissão em março de 2013, e Evaldo admitiu que ele faz “colaborações” para o parlamentar, mas que é funcionário da Câmara. Porém, o nome de Araripe aparece como membro da assessoria de gabinete do vereador em publicação do mandato do parlamentar, referente a agosto deste ano e que consta no site do próprio Evaldo.

Em reunião com os demais vereadores, Walter Cavalcante decidiu realizar concurso público para pelo menos 109 vagas que não abriguem apadrinhados políticos. Agora, é acompanhar o caso.

Oito comissões fantasmas foram criadas na Câmara Municipal de Fortaleza e oficializadas em documentos do Diário Oficial do Município neste ano, custando quase R$ 190 mil aos cofres públicos.

Anúncios