São Paulo – O Brasil gasta seis vezes mais de sua própria riqueza para manter o poder Legislativo funcionando que os Estados Unidos, nove vezes mais que o Reino Unido e 11 vezes mais que a Espanha. A conclusão é da ONG Transparência Brasil, em estudo que compara o custos de casas legislativas em 12 países desenvolvidos e emergentes.

A pesquisa mostra que 0,19% do PIB nacional é usado para manter o Congresso. Ou seja, de cada 100 reais produzidos aqui, 19 centavos vão para o Legislativo federal.

O número pode parecer pequeno, mas colegas americanos e ingleses gastam bem menos: 0,03% e 0,02%, respectivamente (veja tabela completa abaixo).

Além disso, a cada minuto que passa, são gastos 16,1 mil reais com toda a estrutura existente para manter otrabalho de deputados e senadores. Dos 12 países analisados, o valor só não é maior que dos Estados Unidos.

O problema nisso é a desproporção. Os norte-americanos até gastam 10% a mais por minuto – 17,8 mil reais – mas têm uma economia quase seis vezes mais rica.

A conta utiliza o critério de paridade do poder de compra, que procura neutralizar os efeitos do câmbio na conta.

Confira os dados completos na tabela abaixo:

País Custo do respectivo Congresso em relação ao PIB (%) Congresso brasileiro custa quantas vezes mais? Custo por minuto do Congresso em 2013 Custo por parlamentar em 2013
Brasil 0,19   R$ 16,1 mil R$ 14,3 milhões
Argentina 0,14 1,3x mais R$ 2,5 mil R$ 4 milhões
Itália 0,09 1,9x mais R$ 7 mil R$ 3,93 milhões
Portugal 0,08 2,3x mais R$ 800 R$ 1,8 milhões
Chile 0,06 2,8x mais R$ 942 R$ 3,1 milhões
México 0,06 2,9x mais R$ 4,7 mil R$ 3,97 milhões
França 0,04 4,7x mais R$ 3,4 mil R$ 1,96 milhão
EUA 0,03 6x mais R$ 17,8 mil R$ 17,5 milhões
Canadá 0,02 6,7x mais R$ 1,5 mil R$ 1,9 milhão
Alemanha 0,02 6,8x mais R$ 3,3 mil R$ 2,5 milhões
Reino Unido 0,02 8,9x mais R$ 1,7 mil R$ 635 mil
Espanha 0,1 10,9x mais R$ 958 R$ 820 mil
 

(Marco Prates, Exame Online)

Anúncios