Cachorrão é o mais novo contratado do Bellator |Foto: Marília Camelo

Dois nordestinos com apelidos “bons pra cachorro” sobem no ringue do Bellator 103 amanhã, no Kansas Star Arena, em Wichita, nos EUA. O primeiro deles a entrar em ação é o cearense Carlos Eduardo ´Cachorrão´, que faz sua estreia na organização contra o norte-americano Wayman Carter, no card preliminar.

O segundo é o potiguar Patrício Pitbull. O lutador vai fazer a luta principal da noite, válida pela semifinal do torneio dos penas da nona temporada da franquia – que só perde para o UFC em importância. O adversário será o amapaense Fabrício Guerreiro.

Último campeão meio-pesado do Shooto, Cachorrão sustenta uma invencibilidade que já dura oito lutas. Sua última derrota, inclusive, foi para o atual campeão do UFC, Jon Jones. “A expectativa (para a estreia) é a melhor possível. Estou muito ansioso, pois desde de 2008 que não luto aqui nos Estados Unidos”, confessou à reportagem.

Cachorrão teve uma passagem pela América do Norte em eventos como Extreme Challenge e Battle Cage Xtreme. Agora, no segundo principal evento de MMA do Mundo, Eduardo espera aproveitar bem a oportunidade. “Chegou a hora dos americanos e do Mundo conhecerem o ´Big Dog´ do Ceará”, brincou.

Seu adversário, Wayman Carter, também é estreante e bem menos experiente. Enquanto Cachorrão possui 12 lutas, sendo dez vitórias e duas derrotas, Carter tem cartel de apenas três lutas – dois triunfos e um revés.

Sobre sua estratégia no ringue, Carlos Eduardo não esconde nada. A intenção é não deixar na mão dos juízes. “Vou procurar nocautear. Mais se formos pro chão estarei preparado para finalizar”, revelou.

Pitbull

O peso-pena Patrício Pitbull está mais uma vez próximo da final de um GP. O vencedor do torneio tem direito a desafiar o campeão da categoria. Patrício foi finalista duas vezes: perdeu na primeira para Joe Warren, e venceu Daniel Straus na segunda, posteriormente perdendo na disputa de cinturão para Pat Curran. “Eu me sinto bastante motivado para seguir em busca do meu sonho, que é conquistar o cinturão do Bellator. Mas primeiro tenho que passar pelos meus oponentes até chegar ao titulo”, ponderou à reportagem.

Considerado um dos principais lutadores da franquia, Pitbull fará amanhã sua 10ª luta no Bellator. “É um numero significativo para mim, sinto que cresci junto com a organização e isto é de grande importância para minha carreira”, comemorou.

Juntos

Carlos Eduardo comemorou ao saber que dividiria o card com Pitbull. “Fiquei muito feliz, pois somos nordestinos e estamos correndo atrás do mesmo sonho”, disse o cearense.

Já o potiguar revelou que vai ficar torcendo pelo colega no dia da luta. “Cachorrão é um talento do Nordeste do Brasil e eu aposto em uma finalização relâmpago no primeiro round! Cachorrão tem toda minha torcida”, exaltou.

(Diário do Nordeste)

Anúncios