Os bancários do Ceará chegam hoje (26/09), ao oitavo dia de greve com uma mobilização cada vez mais crescente. Segundo o sindicato da categoria, até a quarta-feira (25), em todo o Estado, o número de agências paradas subiu de 313, para 349, das 507 existentes. Na Capital, 172 agências estão fechadas, enquanto que no Interior esse número é de 177.

 

 

Os números mostram a crescente adesão dos bancários ao movimento: no primeiro dia de greve, 19/9, 166 agências fecharam; na sexta-feira, 280; na segunda, 290; e na terça, 313 agências paralisaram. O número de 349 agências paradas já representa mais de 60% de paralisação no Estado.

Nesta quinta-feira (26), às 14h, em São Paulo, o Comando Nacional dos Bancários se reúne para fazer a avaliação da primeira semana de greve. O presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE), Carlos Eduardo Bezerra, irá participar do encontro. “Vamos apresentar no Comando Nacional a situação de uma greve forte e crescente no Ceará. Deveremos ainda traçar estratégias do movimento para pressionar os banqueiros e assim, arrancarmos nova negociação com os bancos”, informa.

O presidente do Sindicato convoca ainda todos os bancários cearenses a continuarem firmes na luta. “A hora é de permanecermos fortes e unidos, pois na greve estamos construindo a nossa vitória”, conclui.

(via Vermelho)