O presidente da Federação de Futebol do Piauí (FFP), Cesarino Oliveira, confirmou nesta terça-feira (24) que deixará de pleitear a inclusão do Estado na Copa do Nordeste de 2014 por conta das pendências envolvendo o estádio Albertão, em Teresina (PI). A notícia surge logo após o Ministério Público Federal no Piauí (MPF-PI) abrir inquérito civil público para apurar as razões de clubes piauienses e maranhenses serem alojados na região Norte do futebol brasileiro.

De acordo com o Cesarino Oliveira, já há um acordo para que as agremiações do Piauí e Maranhão ingressarem no torneio em 2015, após as eleições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). No entanto, havia precedente para que os clubes já participassem da competição em 2014, com um grupo extra envolvendo dois piauienses e dois maranhenses.

“Eu tenho um documento assinado por todas as federações do Nordeeste, exceto Alagoas, de que eram favoráveis. Mas isso necessitava de um entendimento. Infelizmente, dada a situação de Teresina, por nós não termos estádio (de porte), eu deixei de lado”, afirmou Cesarino Oliveira ao Cidadeverde.com, declarando que não irá “forçar a barra” para que a competição ocorra.

Apesar do estádio Lindolfo Monteiro, também em Teresina, comportar cerca de cinco mil torcedores, o Albertão é esperado para a Copa do Nordeste em função da possibilidade de públicos ainda maiores. Um exemplo não muito distante é o da partida entre River (PI) e Vitória (BA), pela Série C do Campeonato Brasileiro de 2006. Faltaram lugares e expectadores se arriscaram no teto do ginásio Verdão, ao lado do campo, para ver o jogo.

De acordo com Cesarino Oliveira, além do entendimento entre dirigentes, existe a simpatia e o empenho de representantes do Ceará e da Bahia na busca de uma solução em favor de Piauí e Maranhão. A situação já teria sido inclusive alvo de estudo da assessoria jurídica da CBF.  Porém, “estamos recuando dessa briga nesse momento e esperando para concretizar o que é esperado no futuro. (…) Não existe nenhum subterfúgio para que isso (inclusão dos clubes) não aconteça”, declarou.

Entenda a situação

Torcedores entregaram um abaixo-assinado ao MPF-PI reclamando da ausência de clubes do Piauí e Maranhão na Copa do Nordeste. A presença dos Estados na região Norte se dá por uma divisão específica da CBF, que deve ser revista no ano que vem, após as eleições da entidade. Indiferente a isso, o procurador Carlos Wagner Barbosa Guimarães abriu inquérito para apurar o caso e buscar um acordo ao invés de ingressar com ação judicial.

O estádio Albertão sofreu ameaça de interdição neste ano, às vésperas da partida entre Flamengo (PI) e Santos (SP) pela Copa do Brasil. Questões de segurança e acessibilidade são questionadas. O Ministério Público Estadual já promoveu duas audiências públicas sobre o caso e aguarda medidas da Fundação de Esportes do Piauí (Fundespi) para garantir as mudanças necessárias.

(Fábio Lima, Portal Cidade Verde)

Anúncios