Três pessoas da mesma família foram encontradas mortas em um apartamento no número 25 da Rua Paissandu, no Flamengo, na Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira (24). Segundo a polícia, Leonardo Drummond, de 58 anos, esfaqueou a mulher, Suzete Souza, de 66, e a filha do casal Bárbara Souza, de 27, portadora de necessidades especiais. Leonardo se matou em seguida, também com facada. A Divisão de Homicídios (DH) vai pedir imagens do circuito interno do prédio para concluir as investigações.

O crime teria ocorrido por volta das 10h desta terça. A empregada da casa acionou a polícia ao não conseguir entrar. Os corpos de Suzete e de Bárbara estavam em camas, em quartos separados. Drummond foi encontrado na sala.

A família morava no apartamento havia cerca de seis meses, segundo vizinhos, e era muito reservada.

Uma equipe da Divisão de Homicídios, comandada pelo delegado Clemente Braune, foi encaminhada ao local. O carro do Instituto Médico-Legal chegou por volta das 14h.

Leonardo Drummond era diagramador do jornal “O Globo”.

Márcia Helena Rodrigues Pereira, que trabalha no mesmo prédio há dois anos e meio, disse que não conhecia pessoalmente a família, mas que via a rotina de pai, mãe e filha todos os dias. Ela afirmou que o clima no prédio é de tristeza. “Ninguém esperava por uma coisa dessas”, disse ela.

“Conhecia o casal de vista, eles moravam aqui há seis ou sete meses. Mas ninguém tinha intimidade com eles”, declarou Margarida Elizabeth Meireles, 51 anos, que é corretora e mora no quarto andar do prédio.

(Tribuna Hoje)

Anúncios