São Paulo – Os brasileiros podem vir a discordar, mas para a Economist Inteligence Unit(EIU), braço de pesquisa do grupo que edita a The Economist, as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, com todas as suas diferenças, apresentam o mesmo nível de qualidade de vida. As duas ficaram empatadas na 92ª posição em ranking que avaliou as 140 melhores cidades do globo para se viver.

Embora com padrão muito inferior às campeãs mundiais, Rio e SP tiveram leve melhora de um ano para o outro. Em 2012, haviam conquistado a 93ª posição 

A campeã internacional, pelo terceiro ano seguido, foi Melbourne, na Austrália, com pontuação 41% maior que as duas brasileiras avaliadas.

Segundo a EIU, cada cidade foi analisada através de 30 fatores qualitativos e quantitativos, inseridos dentro de 5 categorias: estabilidade, saúde, cultura e meio ambiente, educação e infraestrutura.

Tantos itens torna ainda mais supreendente o empate entre Rio e São Paulo. A Economist, porém, não revelou as notas de cada um deles para que se chegasse ao resultado final.

Com base em todos esses fatores, as cidades obtém uma nota geral, que vai de zero a cem. Quanto maior a pontuação, mais “apropriada” para viver é a cidade. São Paulo e Rio ficaram com 69,1, enquanto Melbourne marcou 97,5 pontos. 

(Beatriz Souza, Exame Online)