Rio de Janeiro, 28 ago (EFE).- Rio Grande do Norte e Ceará, dois dos maiores produtores de frutas tropicais do país, receberam autorização para exportar melão e melancia ao Chile, informou nesta quarta-feira o Ministério da Agricultura em comunicado.

Os embarques das frutas agora só dependem da assinatura de um plano de trabalho entre autoridades dos dois países, mas o Ministério da Agricultura considera que essa formalidade será cumprida a tempo para que as exportações comecem ainda neste ano.

Os estados foram os dois maiores exportadores de melão e melancia do Brasil no ano passado, quando o país realizou embarques das duas frutas no valor de US$ 151 milhões.

O Brasil produziu no ano passado cerca de 43 milhões de toneladas de frutas tropicais e subtropicais e, entre seus clientes, figuram Alemanha, Espanha, Irlanda, Reino Unido, Uruguai, Rússia e Holanda, entre outros países com normas fitossanitárias rígidas.

O Chile expediu a autorização depois que uma missão técnica visitou os dois estados para avaliar os cuidados na produção das frutas e as medidas para combater a mosca do melão, uma das principais pragas da fruta. 

Anúncios