Fortaleza é a 5ª capital brasileira com maior índice de excesso de peso entre a população com 18 anos ou mais, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (27) pelo Ministério da Saúde. De acordo com o estudo, 53% da população de Fortaleza tem excesso de peso; a capital cearense fica atrás de Recife, Rio Branco, Porto Alegre e Campinas (com o maior índice do país, 56%). Os dados são referentes a 2012, quando os dados da pesquisa foram coletados.

Ainda de acordo com a pesquisa, o índice de obesidade e excesso de peso cresceu no Brasil nos últimos sete anos, desde que foi realizada pela primeira a pesquisa anual de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico.

A frequência de obesidade e de excesso de peso na população da capital cearense passou de 12% e 42,5%, em 2006, para 18,8% e 52,8%, respectivamente. O aumento ocorre tanto em homens quanto mulheres. Em Fortaleza, o percentual de homens obesos subiu de 14,1% para 18,7% e com excesso de peso de 49,5% para 56,5%. Entre as mulheres, os índices de obesidade aumentaram de 10% para 18,8% e de excesso de peso de 35,8% para 49,6%.

Na primeira edição do estudo, em 2006, 42,5% estavam acima do peso ideal e 11,4% eram obesos no Brasil. Atualmente, o percentual subiu para 51% e 17,4%, respectivamente. É a primeira vez que mais da metade da população brasileira está acima do peso.

Alimentação e exercícios
“Temos o desafio de barrar crescimento contínuo do excesso de peso e da obesidade em homens e mulheres”, diz Barbosa. Ele acrescenta que a obesidade pode ser combatida “desde a cantina da escola à lanchonete da empresa” e que os pais não devem permitir que as crianças substituam água por refrigerante.

A pesquisa aponta que o consumo de alimentos saudáveis tende a aumentar quanto maior a escolaridade da população. Frutas e hortaliças estão presentes regularmente no cardápio de 45% daqueles brasileiros que concluíram, no mínimo,12 anos de estudo.

O secretário observa que o indicador mais preocupante é o que revela o consumo excessivo de gordura saturada: mais da metade da população consome leite integral regularmente. Barbosa lembra que o ideal, para adultos, é o consumo de leite desnatado.

Se os homens têm maior proporção de excesso de peso, eles estão melhor do que as mulheres quanto à prática de atividades físicas: 41,5% deles declaram praticarem atividades físicas no tempo livre. Entre elas, só 26,5% fazem exercícios no tempo livre.

(G1 Ceará)

Anúncios