O ator Wentworth Miller, conhecido pela série Prison Break, se assumiu gay em uma carta enviada nesta quarta (21) ao Festival Internacional de Cinema de São Petersburgo. Ele recusou participar da mostra por estar “profundamente perturbado pelo tratamento de homens e mulheres gays pelo governo russo”.

“A situação não é aceitável e eu não posso participar de uma celebração organizada por um país onde pessoas como eu têm negados seus direitos de viver e amar abertamente”, escreveu. “Talvez, se esse contexto melhorar, tomarei uma decisão diferente.” Veja a carta que ele escreveu:

Wilson Cruz, porta-voz do GLAAD, grupo contra a difamação de gays e lésbicas, elogiou a atitude do ator: “Ele passou uma mensagem importante para os gays e lésbicas da Rússia, que enfrentam violência extrema e perseguição: vocês não estão sozinhos. Mais celebridades e corporações deviam seguir o exemplo.” A informação foi divulgada peloBuzzfeed.

A manifestação de Wentworth é uma entre muitas reações a uma lei que, aprovada pelo parlamento russo em junho, proíbe a “propagação de relações sexuais não-tradicionais” e impõe multas a quem promover passeatas de orgulho gay.

Via http://vejasp.abril.com.br/