O Sindicato dos Bancários do Ceará fará o lançamento da Campanha Nacional 2013, no Centro de Fortaleza, no próximo dia 16/8, com concentração na Praça do Carmo, às 16 horas. Os bancários, seus familiares e amigos estão sendo convidados a participar dessa manifestação. O lançamento desenvolverá o tema da Campanha #Vempraluta, bancário! Nesse dia, a concentração começa por volta das 16 horas, com um ato público no local, seguido de caminhada pelas ruas do Centro.

Seguindo o calendário de mobilizações da Campanha 2013, o Sindicato fará no dia 20/8, passeata percorrendo as principais agências da Aldeota, tais como Banco do Nordeste, Bradesco, Santander, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Itaú e HSBC, fazendo a mobilização da categoria e mostrando à sociedade as manobras dos banqueiros. Ao final haverá concentração no cruzamento das Avenidas Santos Dumont com Desembargador Moreira, às 16 horas.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, é importante a mobilização da categoria para fortalecimento da luta em defesa das reivindicações da categoria. “É importante também a conscientização dos clientes, da sociedade como um todo, para a campanha salarial dos bancários ser bem sucedida”, completou.

“Estamos apostando na mobilização dos bancários e, como fazemos todos os anos, estamos sensibilizando a sociedade. Sabemos que a campanha deste ano pode ser mais difícil do que as anteriores, mas com a mobilização da categoria, com a sua capacidade de luta, vamos rumo às conquistas”, acrescentou.

Este ano, a expectativa do movimento sindical é de os banqueiros usarão como desculpa a inflação, a queda dos juros, entre outras falácias, para não atender as reivindicações da categoria. No entanto, os lucros dos bancos continuam crescendo no Brasil e seus ganhos acumulados não têm precedentes na história. “Esse embate será um desafio, mas com certeza teremos os bancários do Ceará participando da Campanha e fortalecendo nossa unidade”, finalizou Carlos Eduardo.

Eis as principais reivindicações da categoria:

• Reajuste salarial de 11,93%, composto de 5% de aumento real, além da inflação projetada de 6,6%.

• PLR: três salários mais R$ 5.553,15.

• Piso: R$ 2.860,21 (salário mínimo do Dieese).

• Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

• Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoece os bancários.

• Emprego: fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que precariza as condições de trabalho, além da aprovação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas.

• Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.

• Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós-graduação.

• Prevenção contra assaltos e sequestros, com o fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.

• Igualdade de oportunidades para bancários e bancárias, com a contratação de pelo menos 20% de trabalhadores afro-descendentes.

(SEEB-CE com adaptação)

Anúncios