São Paulo – Em reunião entre dirigentes sindicais e representantes do Itaú foram questionadas as demissões na área de tecnologia (Atec) entre os meses de junho e julho. O encontro ocorreu na quinta-feira 1º.

“Solicitamos ao banco que fossem revistas as demissões, principalmente as que ocorreram de pessoas com deficiência, uma vez que a direção do Itaú já havia afirmado que não demitiria mais funcionários com deficiência (PCDs) no setor Service Desk”, relata a dirigente sindical Valeska Pincovai. O diretor de Relações do Trabalho do banco participou da reunião e se comprometeu a dar retorno ao movimento sindical sobre as dispensas.

Mais lucro, menos emprego – O Itaú teve lucro líquido de R$ 7,055 bilhões no primeiro semestre deste ano, o que representa alta de 4,83% em relação ao mesmo período de 2012. O resultado é o segundo maior da história dos bancos no país, e perde apenas para outro recorde do próprio Itaú, nos primeiros seis meses de 2011 (R$ 7,133 bilhões). No entanto, de junho de 2012 a junho de 2013, foram extintos 4.458 empregos em todo o país, dos quais 2.264 apenas de dezembro de 2012 até junho.

Gisele Coutinho – SEEB-SP

Anúncios