Os boatos que rondam a editora Abril desde o mês de junho, quando a estrutura da empresa foi reformulada e diretores de Núcleo desligados, parecem terem começado a se concretizar na última quarta-feira (31), quando houve o anúncio do encerramento da revista Bravo.  

Nesta quinta (01/08), o processo continua na editora, com o fim das revistas Gloss, Alfa e Lola. Além disso, o site da Contigo! deixa de existir e seu conteúdo será agregado ao Portal MdeMulher, que também sofreu baixas. Até o momento, cerca de 150 funcionários foram desligados.  

O portal Club Alfa também foi descontinuado. A informação é que os títulos encerrados serão extintos em todas as suas plataformas. 

No final da tarde desta quinta-feira, a Editora Abril emitiu comunicado (leia notícia completa, clicando aqui), na qual informa todas as mudanças pela qual a empresa passou, bem como oficializa o fim dos títulos.  

 

Sindicato convoca reunião 

Diante do anúncio do encerramento das publicações, a direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) convocou os jornalistas para uma assembleia na próxima sexta-feira (2/8), às 13 horas, na frente da portaria da Abril. 

Segundo o presidente da entidade, José Augusto Camargo, o SJSP não concorda com nenhum tipo de demissão e pretende definir uma estratégia de luta que permita manter os empregos dos funcionários dispensados. 

Camargo defendeu a necessidade de que os jornalistas sejam realocados para outras revistas da empresa. Para ele, promover demissões em plena Campanha Salarial não ajuda no processo de negociação mas colabora para tumultuar ainda mais a negociação. 

“A direção do Sindicato manifesta sua oposição a qualquer demissão e sua disposição de ajudar na organização dos jornalistas em defesa de seus empregos e de seus direitos”, declarou a entidade. 

*Colaboraram Vanessa Gonçalves e Edson Caldas – Portal Imprensa

 

Anúncios