Uma criança morreu na manhã desta terça-feira depois do rompimento da adutora da Companhia Estadual de Água e Esgoto do Rio de Janeiro (Cedae), na zona Oeste da capital fluminense, que ocorreu ainda na madrugada. A menina Isabela Severo da Silva, de 3 anos, engoliu muita água e chegou a receber massagem cardíaca dos bombeiros. Ela foi encaminhada para o Hospital Rocha Faria, no mesmo bairro, mas não resistiu.

Pelo menos sete pessoas ficaram feridas. Três foram encaminhadas pelo Corpo de Bombeiros a hospitais e outras quatro foram socorridas no local. A água chegou a atingir dois metros de altura, deixando ao menos dez casas destruídas e ruas alagadas. A Cedae ainda não sabe o que ocasionou o vazamento.

O registro da tubulação já foi fechado e, segundo a distribuidora, o abastecimento não será interrompido porque a água foi desviada para outras tubulações. As ruas da região ficaram alagadas. Por isso, os bombeiros estão trabalhando com botes no local. A distribuidora Light interrompeu o fornecimento de energia elétrica na área, por segurança.

Incidente

Na madrugada desta terça-feira, uma tubulação da Cedae rompeu na Estrada do Mendanha, no bairro de Campo Grande. O impacto da água destruiu casas, carros e alagou diversas ruas. O local onde ocorreu o vazamento é bem próximo à Avenida Brasil, principal ligação entre as zonas oeste e norte da capital fluminense.

Via http://portallw.correiodopovo.com.br/

Anúncios