O corpo do policial Heyder Fontenele de Sousa, morto após ser baleado por assaltantes, foi enterrado na tarde deste sábado (27) no Cemitério Jardim Metropolitano, em Fortaleza. Nesta manhã, durante o velório, amigos e familiares prestaram homenagens à vitima. Heyder foi o 12° policial morto em 2013, em Fortaleza. O policial, de 26 anos, estava de folga e fazia parte da equipe do Programa Ronda do Quarteirão, do município de Pacajus.

Ele passava pelo Bairro Ancuri na madrugada desta quinta-feira (25) e foi baleado na cabeça quando tentava evitar um roubo a uma moto. Segundo testemunhas, o policial tentou prender os assaltantes e eles atiraram. A vítima estava em uma caminhonete. A dupla fugiu em seguida.

Heyder ficou internado no Hospital Instituto Dr. José Frota (IJF), teve morte cerebral confirmada pela equipe médica ainda na quinta-feira (25). Na tarde da sexta-feira (26), Heyder teve uma parada cardiorrespiratória. Além de ser policial, a vítima também fazia parte de um grupo que corria em motos esportivas.

De acordo com a Polícia Militar, 12 policiais da ativa foram assassinados no Ceará. Em somente um dos casos, a vítima estava trabalhando. Os demais estavam de folga ou de férias. Para o Comando da Polícia Militar, a morte de Heyder e de outros policiais poderia ter sido evitada se os policiais tivessem tido a mesma postura de quando estavam em serviço. Na maioria das mortes, na abordagens, os policiais estavam sem a cobertura de outros.

(G1 Ceará)