O gerente de relacionamento do Banco do Brasil em Campo Grande/RN, Alexsander Silveira, o Alex Gaucho, de 31 anos (foto do Twitter), foi preso por determinação da Justiça por pedofilia. Pelo menos cinco crianças já compareceram a delegacia e confirmaram a denúncia. O caso está sendo investigado pelo delegado Rysklyft Factore, que acredita existir outras vítimas. 

A investigação começou há cerca de 15 dias. Havia denúncias de que o Alex Gaucho estaria aliciando menores em Campo Grande feita em 2001 no Disque Denúncia da Presidência da República, mas nada tão contundente quanto o que chegou ao conhecimento do delegado Rysklyft Factore há poucas semanas contra o gerente de relacionamento do banco. 

Com base nestes dados, o delegado Rysklyft Factore pediu a prisão preventiva e de busca e apreensão Alexsander Silveira e também da sua mulher, uma jovem de apenas 16 anos, que, por orientação do marido, estava atraindo com dinheiro e bens materiais, crianças de 10 a 14 para se relacionar sexualmente com eles na residência. A justiça acatou o pedido do delegado. 

Nas buscas feitas na residência do bancário, o delegado encontrou uma pistola de 9mm. O suspeito, que foi autuado, não aceitou ser ouvido na policia. Disse que só iria falar em juízo. Está preso na Cadeia Pública de Caraúbas. A mulher dele, por ter só 16 anos, foi enviada para o CEDUC, em Natal.  

As crianças vítimas do casal estão sendo submetidas a exames. 

O delegado Rysklyft Factore aguarda outras crianças com os pais na Delegacia de Campo Grande para também serem ouvidas sobre o caso. A própria esposa do bancário teria sido aliciada quando tinha de 13 para 14 anos. 

 

“Ela é totalmente dependente moralmente dele. Ela faz tudo que ele orienta, manda”, destaca o delegado Rysklyft Factore.

 

Fonte: Blog Comunicador Efectivo

Anúncios