Os protestos que mobilizam centrais sindicais e dezenas de movimentos sociais por todo o país já afetam pelo menos 20 rodovias em cinco Estados: São Paulo, Alagoas, Goiás, Bahia e Rio Grande do Sul. Há previsão de manifestações em todo o Brasil.

Várias categorias, como metalúrgicos, trabalhadores do transporte e construção civil, professores, servidores públicos, entre outros, irão paralisar as atividades. A jornada de protestos, chamada Dia Nacional de Lutas, foi decidida em meio à onda de manifestações que se espalharam pelo país no mês de junho.

O Estado de Alagoas é o que tem mais interdições: sete no total. Há bloqueios no trevo da BR-423, entre as cidades de Delmiro Gouveia (AL) e Paulo Afonso (BA); em trechos da AL-220, em Olho D’Água do Casado, Girau do Ponciano e Jaramataia; na BR-101, em Junqueiro e Joaquim Gomes; na BR-316, em Atalaia, além do trevo de Flexeiras; na AL-115 em frente ao campus da Ufal (Universidade Federal de Alagoas) em Arapiraca; em Murici, na BR-104 em Porto Calvo e Maragogi, e na AL-465.

(Uol SP)