Vários protestos no entorno do estádio Castelão marcaram o duelo entre Brasil e México nesta quarta-feira. Dentro do estádio, cartazes exigindo melhoras no país também foram vistos. No entanto, antes de a bola rolar, os torcedores brasileiros se concentraram em apoiar a equipe de Luiz Felipe Scolari. Já no momento do hino nacional, o público cantou com muita força, fato que deixou jogadores, comissão técnica e até o árbitro Howard Webb muito emocionados.

“Foi emocionante (o apoio da torcida desde o momento do hino nacional), de arrepiar, uma das melhores sensações da minha vida. Podendo ver o estádio inteiro cantando o hino com paixão, todos juntos, isso nos deu um incentivo maior ainda para entrar dentro de campo. Pode até quebrar o nariz, que por esse povo a gente vai correr sempre”, disse o zagueiro David Luiz, que fraturou o nariz durante o embate.

“Nosso povo merece que a gente represente da melhor maneira possível. A entrega e a determinação vão acontecer sempre, vamos deixar em campo o nosso suor. Acho que fizemos um jogo inteligente, conseguimos uma grande vitória. O México vinha sendo um tabu. É bom ganhar de qualquer adversário, a sensação de dever cumprido é a melhor que tem”, continuou David Luiz.

O capitão Thiago Silva foi outro jogador que se emocionou com o que viu em Fortaleza. “Desde o momento em que pisei aqui, me arrepiei. A torcida aqui tem um calor diferenciado. Estamos chamado o torcedor para o nosso lado. Foi assim no Rio de Janeiro, Porto Alegre e Brasília”, lembrou.

O técnico Luiz Felipe Scolari revelou que até mesmo o árbitro inglês Howard Webb ficou impressionado. “Sempre tive um excelente relacionamento com o Howard Webb na Europa e fui cumprimentá-lo no vestiário. Ele me disse que nunca tinha visto algo igual na vida dele, de a música parar e o estádio inteiro continuar cantando, com voz muito mais elevada do que antes. Ele me disse: ‘Felipe, fiquei emocionado’. E isso partiu de um inglês”, comentou o treinador.

Por ESPN.com.br com agência Gazeta Press