Pentacampeão com a Seleção Brasileira e membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, Ronaldo foi xingado durante o protesto que acontece na manhã desta quarta-feira, em Fortaleza (CE). O ex-jogador foi chamado de ‘babaca’ por protestantes. Nesta semana repercutiu na internet um vídeo de 2011, quando ele disse que “não se faz Copa do Mundo com hospital”, para querer mostrar a importância de se investir na construção de estádios para o Mundial.

As críticas ao Ronaldo são apenas parte do protesto que ocorre na capital cearense, que recebe nesta quarta-feira, às 16h, o México, pela segunda rodada da Copa das Confederações. O público se reuniu nesta manhã, com o objetivo de chegar no Castelão ao meio-dia. Entre os gritos, além de “Ronaldo, babaca”, foram citados: “Da Copa, eu abro mão, quero dinheiro para saúde e educação!”, “Brasil, vamos acordar, um professor vale mais que o Neymar!”, e o conhecido “Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”.

Nesta manhã, em sua página no Twitter, o ex-jogador se defendeu das críticas que está recebendo pela afirmação de 2011. “Um pessoal postou um vídeo editado com declarações minhas sobre a Copa de dois anos atrás. Posso de fato não ter me expressado tão bem e a edição que eu vi na internet é bastante tendenciosa. Era outro contexto. Não é justo usar como se fosse dito essa semana”, afirmou Ronaldo.

(Esportes, O Povo Online)

Anúncios